Determinantes da duração do Ministro da Fazenda no Brasil de 1994 a 2017 a partir de um modelo Weibull

Amanda Nakata, Diogo de Prince Mendonça, André Roncaglia de Carvalho

Resumo


O Ministério da Fazenda é o principal órgão planejador de políticas econômicas nacionais, responsável por administrar e executar o orçamento e o repasse aos demais ministérios. O planejamento econômico nacional é essencial para obter resultados futuros favoráveis de desempenho econômico. E, como chefe ministerial, o Ministro da Fazenda assume papel decisivo nas formulações dessas políticas e os resultados obtidos deveriam refletir na sua permanência no cargo. O objetivo do presente trabalho é analisar os determinantes para a duração de um Ministro da Fazenda no Brasil, dado o recente período de instabilidade econômica e política e a substituição de três Ministros da Fazenda em menos de 18 meses.  Dessa forma, a partir da implementação do Plano Real são analisadas quais variáveis macroeconômicas e políticas são consideradas relevantes para a duração do ministro da Fazenda. Para isso, utiliza-se o modelo de duração Weibull com seleção das variáveis relevantes pelo algoritmo stepwise. Dentre os resultados observados, concluiu-se que as taxas de inflação e juros, variáveis ligadas ao poder de compra em relação ao exterior, a aprovação do governo e a mudança de presidente são relevantes para a permanência do ministro no cargo.


Palavras-chave


Ministro da Fazenda; Modelo de sobrevivência; Modelo de Weibull

Texto completo:

Arquivo


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v39i70.67905

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDICite FactorDiadorimDimensions, EZB, GenamicsGoogle Scholar, Journal 4-free, Latindex, LivRe, Open Air, Periódicos CAPESROAD, Socol@r, Sumários e World Wide Science