Determinantes do crédito bancário brasileiro: uma abordagem VAR para o período de 2000 a 2016

Vitor Gomes Reginato, Marina Silva Cunha, Marcos Roberto Vasconcelos

Resumo


Este trabalho teve como objetivo principal analisar os principais determinantes da concessão de crédito bancário ao setor privado no Brasil, para o período compreendido de 2000 até 2016. Para tanto, foi adotada a metodologia de séries temporais, sendo estimados modelos VAR, bem como os impulsos resposta. Os principais achados empíricos apontam para a influência positiva do PIB e do crédito defasado sobre o volume de operações de crédito. Além desses, depósitos, inflação, juros e do risco Brasil impactam negativamente os empréstimos. Foi possível verificar ainda que o tempo de ajustamento ao choque isolado em cada variável determinante varia, de forma que o impulso nos depósitos se mostrou como o de mais rápido. O risco Brasil, por outro lado, apresentou o mais lento. Por fim, ao se realizar a decomposição do crédito quanto aos seus determinantes foi possível concluir que as variáveis que se mostraram com as maiores parcelas foram o PIB e os depósitos domésticos.


Palavras-chave


Crédito Bancário; Modelo VAR; Brasil

Texto completo:

Arquivo


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v41i75.63866

Direitos autorais 2020 Revista de Economia

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science