Simbiose entre indústria e serviços intermediários: a mudança na dinâmica setorial contemporânea brasileira

Adilson Giovanini, Marcelo Arend

Resumo


A literatura de serviços intermediários mostra que nos países desenvolvidos este setor apresenta simbiose com a indústria. As atividades industriais com maior conteúdo tecnológico requerem mais conhecimento, demandando a presença de atividades especializadas de serviços intermediários. Este estudo testa se o setor de serviços intermediários brasileiro apresentou simbiose com a indústria entre o primeiro trimestre de 2003 e o quarto trimestre de 2017. Para isto, se recorre à realização de testes de estabilidade dos parâmetros e do teste de quebra estrutural de Bai-Perron (1998). Os resultados estimados mostram que o Brasil apresentava simbiose entre serviços intermediários e indústria, mas, após 2010, esta relação se enfraqueceu. A partir de 2015 o crescimento do valor adicionado industrial não conseguiu mais contribuir para o crescimento da produtividade do setor de serviços intermediários, sendo que o crescimento do valor adicionado do setor de serviços intermediários passou a exercer influência negativa sobre a produtividade industrial.


Palavras-chave


Indústria; Simbiose; Serviços intermediários; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v39i68.61145

Direitos autorais 2018 Revista de Economia

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science