Capital humano: uma nova proxy para incluir aspectos qualitativos

Luciano Nakabashi, Lízia de Figueirêdo

Resumo


Apesar de já existir um razoável consenso de que o papel do capital
humano sobre o nível de renda e taxa de crescimento dos países são cruciais, os
resultados empíricos não são tão favoráveis a essa idéia. Muitos estudos empíricos
não encontram uma relação positiva significativa entre nível ou taxa de crescimento
da renda e nível de capital humano. Aparentemente, os dois principais motivos
para que isso aconteça é o fato de que a relação entre essas variáveis pode ser mais
complexa do que é sugerido por alguns modelos de crescimento endógeno do tipo
Lucas (1988) e Uzawa (1965) e pela proxy que geralmente é usada. O objetivo do
presente trabalho foca nesse segundo problema através da utilização de uma proxy
que incorpore características quantitativas e qualitativas do fator capital humano.
O trabalho e a base de dados de Mankiw, Romer e Weil (1992) são utilizados como base de comparação dos resultados.

Palavras-chave


capital humano; resultados empíricos; nova proxy; Human capital; empirical results; new proxy

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v34i1.5981

Direitos autorais

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science