Open Journal Systems

A ELASTICIDADE DE SUBSTITUIÇÃO ENTRE CAPITAL-ENERGIA: UMA ANÁLISE INTERNACIONAL

Thiago Costa Soares, Elaine Aparecida Fernandes

Resumo


O objetivo deste estudo foi estimar e analisar a elasticidade de substituição entre capital e energia (fóssil) para uma amostra de 111 países, entre 1990 e 2014. Para tanto, estimou-se a aproximação da função de produção Constant Elasticity of Substitution (CES), proposta por Kmenta (1967), através do método dos momentos generalizados (generalized method of moments - GMM). Os principais resultados revelam que capital e energia são substitutos imperfeitos e, por isso, sempre serão usados em quantidades positivas na produção. Além disso, observou-se que a elasticidade capital-energia vem aumentando ao longo do tempo, o que indica possíveis reduções nos custos de mitigação associados ao uso dos recursos esgotáveis. Conclui-se que políticas de tarifação sobre energias primárias poderiam alterar a dotação dos insumos na economia em favor dos investimentos menos intensivos.


Palavras-chave


Elasticidade de substituição, capital, energia, função CES

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v38i66.59547