QUALIDADE AMBIENTAL E O ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PARA OS MUNICÍPIOS E REGIÕES DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rafael Faria de Abreu Campos, João Eustáquio de Lima, Peter Felipe dos Santos, Dênis Antônio da Cunha

Resumo


Qualidade ambiental e qualidade de vida, apesar de estarem relacionadas, são diferentes. Então, inserir variáveis que captem a qualidade do meio ambiente na análise econômica e social aplicada faz-se importante. Um consenso aponta as emissões antrópicas de poluentes como um dos principais motores para problemas ambientais atuais. Os objetivos deste trabalho foram elaborar um IDH para os municípios de Minas Gerais que considerasse a qualidade ambiental como uma de suas dimensões e verificar a posição de cada uma das regiões do Estado. Realizou-se uma Análise de Componentes Principais sobre o IDH-M Renda, IDH-M Longevidade, IDH-M Educação e IDH-M Ambiental, sendo que este último foi criado neste estudo. Dentre os resultados deste trabalho está o fato de que o IDH expandido evidencia que a dimensão ambiental dos municípios mineiros reduz significativamente o nível de desenvolvimento humano. Porém, não se vê mudança substancial nas posições das regiões de planejamento do Estado.

Palavras-chave


Qualidade ambiental; Análise de Componentes Principais; Índice de Desenvolvimento Humano

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v38i66.43036

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | ERIH PLUS | EZB | Genamics | Google Scholar | ISSNJournal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Sherpa Romeo | Socol@r | Sumários | World Wide Science