DESAFIOS DA QUALIFICAÇÃO NO BRASIL: DEMANDAS DOS SETORES TRADICIONAIS E TECNOLÓGICOS DE CURTO E LONGO PRAZO POR MÃO-DE-OBRA QUALIFICADA

Joilson Dias

Resumo


O objetivo deste trabalho é o de estimar as demandas setoriais, incluindo as dos setores tecnológicos, por mão-de-obra qualificada e menos qualificada, dos estados brasileiros. O modelo dinâmico empírico especificado foi baseado em Sargent (1978) que pressupõe a escolha entre pessoas qualificadas (acima de 11 anos de escolaridade) e menos qualificadas (11 anos ou menos de escolaridade). O fator determinante da escolha é o custo entre esses capitais representado no modelo pelo coeficiente do custo de ajustamento. As estimativas em painel dinâmico para os dados dos estados no período 2002-2009 para o capital humano qualificado resultaram no seguinte: i) as demandas nos setores tradicionais (comércio, indústria e serviços) demonstraram que a principal fonte de crescimento vem do PIB dos setores; ii) O setor de serviços é o único que sofre influência negativa de aumentos salariais; iii) O custo de ajustamento demonstrou ser baixo nesses setores ou insignificantes. As demandas dos setores de alta tecnologia (indústria e serviços) possuem comportamentos diversos: i) na indústria o fator preponderante é a demanda por capital humano menos qualificado. Um aumento de 10% na mesma leva a um aumento na demanda por capital humano qualificado em 4,2% em média, portanto os fatores são complementares; ii) no setor de serviços de alta tecnologia o fator predominante é o custo de ajustamento que foi bastante elevado (λ = 0,80), indicando que os custos de contratação são mais elevados neste setor comparados aos setores tradicionais. A demanda por capital humano menos qualificado tem como destaque o alto custo de ajustamento que supera o capital humano qualificado em todos os setores, exceto nos serviços de alta tecnologia. Isto significa que é mais dispendioso no curto e longo prazo a contratação de pessoas menos qualificadas do que qualificadas nos setores a exceção do setor de serviços de  alta tecnologia. Estes resultados também apontam para a necessidade premente de qualificação de pessoas com escolaridade de até segundo grau (11 anos de escolaridade) para os setores em geral e de pessoas com educação em nível superior, especificamente voltadas para os setores de serviços de alta tecnologia no curto e longo prazo.


Palavras-chave


Desafios da qualificação; capital humano; custos de ajustamentos; painel dinâmicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v39i3.36836

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | ERIH PLUS | EZB | Genamics | Google Scholar | ISSNJournal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science