O método diferencial-estrutural: Aplicação para os Estados da Região Sul frente à economia brasileira 1999/2004 e 2004/2008

Angel dos Santos Fachinelli, Umberto Antonio Sesso Filho

Resumo


O objetivo deste artigo foi estudar a dinâmica setorial do emprego nos Estados da Região Sul frente ao Restante do Brasil para os anos de 1999/2004 e 2004/2008. Utilizou-se a matriz da Região Sul e do Restante do Brasil estimadas para o ano de 1999 e 2004 organizadas em 23 setores, juntamente com microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Os resultados obtidos através do método shift-share (diferencial-estrutural) identificaram mudanças setoriais na variação teórica do Paraná para os setores Construção Civil e Comércio, em Santa Catarina os setores: Agropecuários, Têxteis e vestuário e Comércio e no Rio Grande do Sul os setores foram Agropecuária e Construção civil. O crescimento do setor terciário em especial no Paraná e em Santa Catarina no segundo período 2004-2008 amenizou a queda de emprego total sofrido pelo Agronegócio e Indústria

Palavras-chave


Empregos. Região Sul. Método diferencial-estrutural.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v39i3.34137

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | ERIH PLUS | EZB | Genamics | Google Scholar | ISSNJournal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science