Análise empírica do impacto econômico da ALCA e da consolidação do Mercosul sobre o Brasil

André Filipe Zago de Azevedo, Flávio Tosi Feijó

Resumo


Este artigo analisa o impacto da criação da ALCA e do aprofundamentodo Mercosul sobre os fluxos de comércio, PIB e bem-estar sobre o Brasil e seusparceiros do bloco através do modelo de equilíbrio geral computável Global TradeAnalysis Project (GTAP). A primeira simulação examina os efeitos econômicos daformação da ALCA entre 1995 (equilíbrio inicial) e 2016 (ano da consolidação dobloco) supondo a formação de uma Zona de Livre Comércio em 2016. A segundasimulação analisa os efeitos do estabelecimento da Tarifa Externa Comum (TEC) doMercosul em 2006. O Brasil se beneficia com as duas situações, no que se refere aganhos de bem-estar, com a formação da ALCA trazendo benefícios marginalmente superiores à consolidação do Mercosul.

Palavras-chave


Modelos de Equilíbrio Geral; Integração Regional; ALCA; Mercosul

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v36i2.22999

Direitos autorais

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science