Abelardo e a teoria contemporânea da virtude (virtue theory)

Guy Hamelin

Resumo


A ‘teoria da virtude’ contemporânea enfatiza a necessidade de voltar à formação moral do indivíduo, seguindo o modelo ético disponibilizado por Aristóteles. Segundo MacIntyre, representante importante dessa teoria, o estoicismo favoreceu o desenvolvimento da ética moderna e contemporânea, ao destacar noções como vontade, assentimento e lei natural ou divina. Por conseguinte, o desenvolvimento do próprio agente moral foi negligenciado. No século XII, Abelardo apresenta uma ética híbrida, que mantém, ao mesmo tempo, a teoria aristotélica da virtude e elementos da moral estoica. No presente estudo, consideramos a crítica feita por MacIntyre da ética abelardiana, estimada ser na origem das concepções morais modernas e contemporâneas.


Palavras-chave


Abelardo; Alasdair MacIntyre; Aristóteles; Estoicismo; Teoria da virtude.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dp.v18i1.74902

Direitos autorais 2021 DoisPontos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores: AmeliCA, Clase, Dimension, Google Scholar. Diretórios: Academic Journal Database (JSTOR), Diadorim, Diretório Luso-Brasileiro, DOAJ, ROAD. Portais: CAPES, ScienceOpen, World Wide Science.

Qualis Periódicos - Capes: A2

 

  Todo o conteúdo desta revista está licenciado sob a Licença Internacional Creative Commons 4.0 (CC BY 4.0)