Editorial

Silvana de Souza Ramos

Resumo


A obra do filósofo francês Gilbert Simondon (1924-1989) tem despertado interesse nos últimos
anos, especialmente por conta de sua contribuição ao estudo e à reflexão sobre a individuação em seus
diferentes níveis, desde o físico até o psicossocial. Essa investigação, a qual redunda na proposta de uma
filosofia compreendida como ontogênese, abarca contribuições originais para a epistemologia, a estética,
a concepção da técnica, da espiritualidade, e mesmo para a reflexão sobre a ética ou sobre os limites da
ontologia. Esse escopo faz dessa filosofia um campo fecundo para a discussão de problemas contemporâneos
uma vez que ela fornece uma chave de reflexão ainda pouco explorada: a ideia de que o indivíduo não é
ponto de partida da experiência, tampouco do conhecimento, de modo que nosso olhar deve se voltar
para a gênese da individuação.

O presente dossiê oferece um conjunto de artigos dedicados à exploração
dessa proposta. Nele, o leitor encontra uma apresentação do projeto intelectual de Simondon, além de
análises detalhadas do alcance político, da concepção de ciência e de espiritualidade, da compreensão da
vida e do cérebro, além de estudos sobre o papel da ética no interior do pensamento do filósofo. A maioria
dos artigos foi apresentada no “Colóquio Internacional Gilbert Simondon: os sentidos da individuação”,
realizado entre os dias 5 e 7 de dezembro, no Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo.


Palavras-chave


Simondon

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dp.v16i2.70275

Indexado por: CLASE. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades