Laboratório tecnopolítico do Comum: protótipos, reticulação e potência da situação

Henrique Zoqui Martins Parra

Resumo


O artigo apresenta a proposta de um dispositivo de investigação denominado Laboratório Tecnopolítico
do Comum. Inspirados em conceitos de Simondon e outros autores, propomos um modo de conhecer que se realiza
mediante a construção de arranjos sociotécnicos alternativos em torno de problemas situados de comunidades de
afetados. Uma mesopolítica atravessada pela produção do Comum em três deslocamentos: da política discursiva
para a política do protótipo (ou pragmática dos artefatos recursivos); dos problemas da escalabilidade aos problemas
de transdução e reticulação; dos problemas do pensamento estratégico (saber-poder governar) aos problemas da
potência da situação (saber-fazer habitar).


Palavras-chave


protótipo; mesopolítica; laboratório; reticulação; comum; transindividual

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dp.v16i2.70266

Direitos autorais 2019 DoisPontos



 

Indexadores: AmeliCA, Clase, Dimension, Google Scholar. Diretórios: Academic Journal Database (JSTOR), Diadorim, Diretório Luso-Brasileiro, DOAJ, ROAD. Portais: CAPES, ScienceOpen, World Wide Science.

Qualis Periódicos - Capes: A2

 

  Todo o conteúdo desta revista está licenciado sob a Licença Internacional Creative Commons 4.0 (CC BY 4.0)