Por uma poética do olhar: dos dilemas da imagem na fenomenologia da obra de arte

Solange Costa

Resumo


Este trabalho examina a questão do olhar na obra de arte a partir da fenomenologia. Investiga, a princípio, os pressupostos que, desde Platão, tornaram a imagem (eidos) um elemento filosófico por excelência. A abordagem se separa da filosofia platônica e da noção de olhar como epistême e leva a discussão para o âmbito da fenomenologia de Merleau-Ponty, que pensa e compreende a realidade pelo olhar num duplo significado, que vê a si mesmo e também é visto por ele. A obra de arte, nesse âmbito, não é apenas um objeto que revela algo a ser contemplado, mas entrevê e cria o próprio mundo no qual o homem ganha sentido. O artigo se divide em três tópicos: o primeiro trata brevemente da importância do olhar na mitologia grega; o segundo, expõe a concepção clássica do olhar na filosofia e o terceiro, discute a possibilidade de um olhar fenomenológico evocado pela arte.

Palavras-chave


Merleau-Ponty, olhar, fenomenologia, estética, imagem, obra de arte.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dp.v15i2.62703

Indexado por: CLASE. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades