O Novo Objeto do Mundo - Marx, Adorno e a forma valor

Wolfgang Leo Maar

Resumo


A relação entre Marx e a Teoria Crítica não se esgota numa mera influência ou leitura. Os representantes da primeira geração de “frankfurtianos” procuram refletir como Marx os problemas de seu tempo. Nas obras de Max Horkheimer e Herbert Marcuse, entre outros, e especialmente nas contribuições de crítica social e cultural de Theodor Adorno, ocorre uma atualização do pensamento de Marx, tendo em vista a sociedade de massas contemporânea no atual estágio do desenvolvimento capitalista. Ao proceder dessa forma, a Teoria Crítica enfatiza o pioneirismo de Marx, que descobre e apreende teoricamente, a nova objetividade social do capitalismo: a forma valor como novo objeto do mundo capitalista, objetividade “falsa” porém simultaneamente dotada de poder real efetivo. Este novo objeto do mundo, tendo em vista o seu caráter de inversão e deslocamento social, impõe a necessidade da dialética como sua apresentação e, ao mesmo tempo, sua crítica. 


Palavras-chave


Marx; Teoria Crítica; Adorno; Teoria do Valor; Forma Social; Abstração Real

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dp.v13i1.44420

Direitos autorais 2016



 

Indexadores: AmeliCA, Clase, Dimension, Google Scholar. Diretórios: Academic Journal Database (JSTOR), Diadorim, Diretório Luso-Brasileiro, DOAJ, ROAD. Portais: CAPES, ScienceOpen, World Wide Science.

Qualis Periódicos - Capes: A2

 

  Todo o conteúdo desta revista está licenciado sob a Licença Internacional Creative Commons 4.0 (CC BY 4.0)