Open Journal Systems

QUALIDADE ESTRUTURAL DO SOLO APÓS O CORTE FLORESTAL POR HARVESTER DE PNEUS E ESCAVADEIRA HIDRÁULICA ADAPTADA

Leandro Tonhato, Eduardo da Silva Lopes, Carla Krulikowski Rodrigues, Jean Alberto Sampietro, Allan Libanio Pelissari, Matheus Kaminski Cândido da Silva

Resumo


O objetivo foi avaliar a qualidade estrutural do solo após corte florestal com harvester de pneus e escavadeira hidráulica adaptada em LATOSSOLO VERMELHO distrófico típico. O experimento foi delineado de forma inteiramente casualizada com instalação de quatro unidades amostrais com três pontos de repetição. Além disso, foram coletadas amostras de solo na trilha de tráfego dos rodados da máquina nas camadas de 0 a 0,10; 0,11 a 0,20; 0,21 a 0,30; e 0,31 a 0,40 m de profundidade para determinação dos parâmetros de densidade e porosidade total e, também, foi mensurada a resistência do solo à penetração na trilha dos rodados e entre rodados. Dessa forma, foi possível determinar que a densidade e a porosidade total média antes do tráfego das máquinas foram de 1,10 g cm-3 e 53,85%, respectivamente, ocorrendo efeitos significativos nessas variáveis após o tráfego do harvester de pneus em todas as camadas avaliadas. Quanto a resistência do solo à penetração, verificou-se que houve aumento significativo na trilha dos rodados do harvester, tanto de pneus como de escavadeira, contudo, havendo incremento de cerca de 77% na camada de 0,10 m após tráfego do harvester de pneus.


Palavras-chave


Colheita de madeira; Física do Solo; Pinus taeda; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/biofix.v7i1.82329

Apontamentos

  • Não há apontamentos.