CRESCIMENTO DE MUDAS DE Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. SOB INTERFERÊNCIA DE PLANTAS ESPONTÂNEAS E FORRAGEIRAS

Eduarda Soares Menezes, Aline Ramalho dos Santos, Marilia Dutra Massad, Tiago Reis Dutra, Marcos Vinicius Miranda Aguilar, Danielle Piuzana Mucida

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar a interferência de plantas espontâneas e forrageiras no crescimento inicial de mudas de Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. As mudas foram produzidas em tubetes e transplantadas para os vasos aos 150 dias organizadas em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições e 13 tratamentos, sendo o desenvolvimento isolado ou em competição da canafístula com as seguintes espécies: Brachiaria decumbens, Brachiaria brizantha, Urochloa brizantha, Panicum maximum, Bidens pilosa e Cenchrus echinatus L., além da testemunha representada pela canafístula isolada. Cada vaso compôs uma parcela experimental, totalizando 52 vasos. Aos 60 dias de convivência foram mensurados a altura da parte aérea e diâmetro do coleto e quantificada a taxa de crescimento em altura (TCA), massa seca da parte aérea (MSPA), da raiz (MSR) e total (MST).  A TCA da canafístula em cultivo isolado e em competição com P. maximum, C. echinatus, B. pilosa, U. brizantha e B. brizantha não apresentou diferença significativa. No plantio consorciado com B. brizantha e B. pilosa as mudas de canafístula obtiveram o maior incremento de MSPA e MST, semelhante à testemunha. Os menores incrementos em MSPA e MST foram obtidos na consorciação com P. maximum, B. decumbens, U. brizantha e C. echinatus. A espécie B. decumbens no plantio em competição com a canafístula apresentou maior produção de MSPA, MSR e MST, menor TCA e baixo acúmulo de MSPA e MST para as mudas da espécie florestal. Espécies espontâneas e forrageiras influenciam o crescimento inicial das mudas de P. dubium.


Palavras-chave


Canafístula; Competição interespecífica; Degradação; Ecologia florestal; Silvicultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/biofix.v4i2.65897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BIOFIX Scientific Journal. ISSN Eletrônico (e-ISSN): 2525-9725

SJIF 2016 (Scientific Journal Impact Factor): 3.973

Indexado em (Indexed on): 

     

                    

         

  

    

   

      

Biblioteca Virtual de Biotecnología para las AméricasHsH - BibliothekSJIFactor


Todos os conteúdos desta revista estão licenciados sob uma Licença Internacional Creative Commons 4.0 (CC BY 4.0)

All the contents of this journal is licensed under a Creative Commons 4.0 Internacional License (CC BY 4.0)


Flag Counter