GENERALIZAÇÃO CARTOGRÁFICA DAS CARTAS DO MAPEAMENTO URBANO NAS ESCALAS 1:2.000, 1:5.000 E 1:10.000

TATIANA AYAKO TAURA, CLAUDIA ROBBI SLUTER, HENRIQUE FIRKOWSKI

Abstract


Na construção de mapas, procura-se representar as feições de maneira que não se percam as suas características geométricas e espera-se que o usuário do mapa compreenda o seu significado independentemente da escala estabelecida para a
representação visual. Devido à restrição de espaço para a representação, deve haver a preocupação em simbolizar as informações de forma visível e legível. Se, ao resultado do processo de generalização cartográfica, for aplicada uma simbologia inadequada, pode haver implicações no processo de comunicação cartográfica. Neste trabalho, teve-se por objetivo realizar experimentos de generalização cartográfica para a derivação de representação das feições de vias de acesso, quadras, lotes, edificações e toponímias, nas escalas 1:5.000 e 1:10.000, a partir da escala 1:2.000. O desenvolvimento do trabalho constou da avaliação cartométrica
para detectar possíveis problemas geométricos resultantes da redução de escala e a definição dos operadores a serem aplicados às feições. A adoção da simbologia para as escalas menores foi baseada nas respostas obtidas de experimento orientado especificamente à avaliação e escolha da simbologia. A aplicação da simbologia às feições componentes das cartas em escala menor comprovou e reforçou a necessidade de se realizar adequação de símbolos para produtos derivados em escala menor por generalização cartográfica e, portanto, conduziu a resultados coerentes com o conceito de projeto cartográfico. 

Keywords


Generalização Cartográfica; Mapas Urbanos; Percepção Visual



Copyright (c)