AJUSTAMENTO DE REDES GPS: USAR OU NÃO LINHAS DE BASE TRIVIAIS

MAURÍCIO DOS SANTOS SILVA, VERÔNICA MARIA COSTA ROMÃO

Resumo


Neste trabalho é feita uma análise da  variação nos valores  de coordenadas incertezas obtidas no ajustamento de uma  rede GPS, de acordo com os tipos de linhas de base (LB) incluídas nos cálculos: apenas as LB independentes ou todas as LB existentes (triviais e independentes). Com tal finalidade, foram usados dados de algumas estações da Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo (RBMC) e dados de um conjunto de rastreios estáticos  realizados durante um levantamento hidrográfico (LH) da Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), no decorrer do último trimestre de 2007, na cidade de Florianópolis–SC. Buscou-se adotar  diversas combinações de pontos e configurações de rede, em diferentes dias de rastreio. Os testes desenvolvidos mostraram que as coordenadas dos vértices pouco variam em função do procedimento adotado no ajustamento e que as incertezas apresentam valores mais homogêneos quando todas as linhas de base das sessões de rastreio são ajustadas ao mesmo tempo. 

Palavras-chave


Ajustamento de Redes GPS; Linhas de Base Triviais; Incertezas.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170