ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS MÉTODOS SCAN E BESAG E NEWELL PARA IDENTIFICAÇÃO DE CONGLOMERADOS ESPACIAIS DO DENGUE NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA ENTRE OS MESES DE JANEIRO DE 2004 E DEZEMBRO DE 2005

SADRAQUE ENÉAS DE FIGUEIRÊDO, RONEI MARCOS DE MORAES

Resumo


A determinação do melhor índice de aglomeração espacial é primordial quando se trata de estudos epidemiológicos, pois a partir dos seus resultados é possível delinear políticas de saúde pública preventivas e eficazes no combate a doenças como o dengue. Neste artigo realizou-se uma análise do comportamento dos métodos Scan circular e o proposto  por Besag e Newell utilizando dados de notificações de dengue em João Pessoa, PB. Para efeito de estudo, os dados mensais foram agregados por bairro para os anos de 2004 e 2005. Após aplicação, verificou-
se que ambos os métodos detectaram conglomerados principalmente nas regiões norte e sudeste do município, embora a região norte incluísse um maior número de bairros durante quase todo  período. Para comparar os métodos foi utilizada uma modificação particular no método de Besag e Newell. O método Scan detectou conglomerados de alto e baixo risco,  enquanto que com o método modificado de Besag e Newell foram identificados apenas conglomerados de alto risco, porém este último o fez com maior precisão.

Palavras-chave


Dengue; Identificação de Conglomerados Espaciais; Método Scan; Método de Besag e Newell.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170