Governança da informação no contexto dos módulos contábeis dos sistemas Enterprise Resource Planning (ERP) para a indústria 4.0: proposta de framework

Marcelo Demichelli Torres e Silva, Rodrigo Baroni Carvalho, José Márcio de Castro, Marcos Vinícius Soares

Resumo


Introdução: A gestão de dados e informações como ativos corporativos estratégicos se torna bastante desafiadora no contexto da Indústria 4.0, que traz consigo uma menor estruturação e maior volume de dados com o Big Data, bem como uma maior diversidade de fontes de dados com os sensores da Internet das Coisas. Problemas na Governança da Informação poderão resultar em fraudes, informações inconsistentes, comprometimento da tomada de decisões, roubos de dados e até mesmo multas, conforme previsto em legislação vigente. Ao longo de mais de duas décadas, os sistemas de gestão empresarial ERP (Enterprise Resource Planning) se consolidaram como pontos de convergência dos fluxos informacionais corporativos, sendo que seus Módulos Contábeis são um âmago desta integração e desempenham um papel significativo na Governança da Informação. Método: A base teórica desta pesquisa compreende os temas da Governança Corporativa, Governança da Tecnologia da Informação e Governança da Informação. A revisão de literatura considera a necessidade de adaptação dos sistemas ERP aos crescentes avanços tecnológicos da Indústria 4.0, notadamente em Big Data e Internet das Coisas. Resultados: Este trabalho, de cunho teórico, formula um novo conceito para Governança de Informação e propõe um framework para lidar com seus desafios no âmbito da Indústria 4.0. Conclusão: O trabalho discute cenários de aplicação do framework por gestores e profissionais de TI e controladoria em organizações cuja arquitetura informacional é centrada em sistemas ERP.


Palavras-chave


Governança da Informação; Sistemas ERP; Indústria 4.0; Contabilidade; Big Data; Internet das Coisas.

Texto completo:

PDF

Referências


Akerkar, R. (2014). Big Data computing. Florida, USA: CRC Press, Taylor & Francis Group.

Andrade, A., & Roosseti, J. P. (2009). Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. 3a ed. São Paulo: Atlas.

Araujo, M. A. de, Andrade L. de, T. L., & Sobral, M. F. F. (2018). Identificando as inovações por meio da adoção dos sistemas ERP pelas usinas sucroalcooleiras em Pernambuco. Revista Exacta, 16(2), 119-133. doi: 10.5585/exactaep.v16n2.7131

Atkinson, A. A., Kaplan, R. S., Matsumura, E. M., & Young, S. M. (2011). Management accounting: information for decision-making and strategy execution, student value edition (6th ed). EUA: Pearson.

Beijer, P., & Kooper, M. N. (2010). Information governance: beyond risk and compliance. In: European Conference on Management Leadership and Governance, 6, 10-34.

Blair, B., & Murphy, B (2011). Defining information governance: theory or action? Results of the 2011 information governance survey. eDiscovery Journal, sep.

Bruening, P. J., & Waterman, K. K. (2010). Data tagging for new information governance models. IEEE Security & Privacy, 8(5), 64–68. doi: 10.1109/msp.2010.147

Bouwens, J., & Abernethy, M. A. (2000). The consequences of customization on management accounting system design. Accounting Organizations and Society, 25(3), 221-241. doi: 10.1016/S0361-3682(99)00043-4

Carraro, W. B. W. H., Meneses, R., & Brito, C. (2019). Combinação de categorias de práticas de controle de gestão para o alto desempenho de Start-Ups. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 21(5), 861-878. doi: 10.7819/rbgn.v21i5.4022

Coyne, E. M., Coyne, J. G., & Walker, K. B. (2018). Big Data information governance by accountants. International Journal of Accounting & Information Management, 26 (1), 153-170. doi: 10.1108/IJAIM-01-2017-0006

Dani, A. C., & Beuren, I. M. (2018). Mudanças na controladoria com o Processo de Convergência às Normas Internacionais de Contabilidade. Contabilidad y Negocios, 13(25), 20-41. doi: 10.18800/contabilidad.201801.002

Dias, R. (2002). Métricas para avaliação de Sistemas de Informação. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, 1(1), 1-15. doi: 10.21529/RESI.2002.0101002

Dinsmore, P., & Rocha, L. (2015). Governança corporativa de projetos. Rio de Janeiro: Brasport.

Dutra, R. S., Parente, P. H. N., Dutra, G. B. M., & Parente, L. O. da S. S. (2018). Governança corporativa e desempenho empresarial: uma análise sob o enfoque da reputação corporativa das empresas brasileiras. Revista de Auditoria Governança e Contabilidade – RAGC, 6(26), p. 47-63. Recuperado de http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/ragc/article/view/1393

Echer, I. C. (2001). A revisão de literatura na construção do trabalho científico. Revista Gaúcha de Enfermagem, 22(2), 5-20. Recuperado de http://hdl.handle.net/10183/23470

Faria, F. de A., Maçada, A. C. G., & Kumar, K. (2012, setembro). Governança da Informação: o exemplo do sistema de Pagamentos Brasileiro. Anais do XXXVI Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26. Recuperado de http://www.anpad.org.br/diversos/down_zips/63/2012_ADI945.pdf

Freitas, P. A. d., Reis, E. A. d., Michel, W. S., Gronovicz, M. E., & Rodrigues M. A. d. M. (2013). Information Governance, Big Data and Data Quality. IEEE 16th International Conference on Computational Science and Engineering, Sydney, NSW, pp. 1142-1143.

Furlan, P. K., & Laurindo, F. J. B. (2019). Revisão bibliográfica sobre os fatores viabilizadores para a adoção das governanças de dados ou de informação. GEPROS - Gestão da Produção, Operações e Sistemas, 14(2), 171-185. doi: 10.15675/gepros.v14i2.2217

Gärtner, B., & Hiebl, M. R. W. (2018). Issues with Big Data. In M. Quinn, & E. Strauss, (Ed.), The Routledge Companion to Accounting Information Systems, pp. 161-172. London: Routledge.

Gianella S., & Gujer, W. (2006) Improving the information governance of public utilities: through an organizational knowledge base. In Mathew J., Kennedy J., Ma L., Tan A., & Anderson D. (eds). Engineering Asset Management. London: Springer.

Haes, S. D., & Van Grembergen, W. (2009). An exploratory study into IT governance implementations and its impact on business/IT alignment. Information Systems Management, 26(2), 123-137. doi: 10.1080/10580530902794786

Hasan, M. S., Ebrahim, Z., Mahmood, W. H. W., & Rahman, M. N. A. (2018). Factors influencing enterprise resource planning system: A review. Journal of Advanced Manufacturing Technology, 12(1), 247-258. Recuperado de https://jamt.utem.edu.my/jamt/article/view/3939

Hashem, I. A. T., Yaqoob, I., Anuar, N. B., Mokhtar, S., Gani, A., & Khan, S. U. (2015). The rise of Big Data on cloud computing: Review and open research issues. Information Systems, 47, 98–115. doi: 10.1016/j.is.2014.07.006

Hurwitz, J., Kaufman, M., & Bowles, A. (2015). Cognitive Computing e Big Data Analytics 1a ed. [Sl]: Wiley Publishing.

Kanagaretnam, K., Lobo, G. J., & Whalen, D. J. (2007). Does good corporate governance reduce information asymmetry around quarterly earnings announcements? Journal of Accounting and Public Policy, 26. Recuperado de http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0278-4254(07)00039-7

Khatri, V., & Brown, C. V. (2010). Designing Data Governance. Communications of the ACM, 53(1), 148-152. doi: 10.1145/1629175.1629210

Kooper, M. N., Maes, R., & Lindgreen, E. R. (2011). On the Governance of Information: Introducing a new concept of governance to support the management of information. International Journal of Information Management, 31, 195-200. doi: 10.1016/j.ijinfomgt.2010.05.009

International Business Machines [IBM]. (2019). What is Industry 4.0? Recuperado de https://www.ibm.com/br-pt/services/process/iot-consulting

Lazzarotto, M. (2015). Governança corporativa: uma exploração de informações. Revista UNEMAT de Contabilidade, 4(7), 90-102. Recuperado de file:///C:/Users/asus/AppData/Local/Temp/314-2538-1-PB.pdf

Maçada, A. C. G., Brinkhues, R. A., Freitas Jr., J. C. S., & Lajara, T. T. (2019). Princípios e Fatores Motivadores para Adoção das Governanças Corporativa de TI e da Informação. Revista Alcance, 26(2), 131-147. doi: 10.14210/alcance.v26n2(Mai/Ago).p131-147

Mangueira, L. G. & Alves, A. S. (2014). Análise comparativa dos principais modelos de maturidade destinados à gestão de dados. Congresso nacional de excelência em gestão.

Medeiros, A. de P., Lavarda, R. A. B., & Erdmann, R. H. (2020). Strategy materiality and technology implementation practices in “Industry 4.0” context. Gestão & Tecnologia, 20(2), 304-326. Recuperado de http://www.spell.org.br/documentos/ver/58034/materialidade-da-estrategia-e-a-implementacao-de-tecnologia-na-pratica-no-contexto-da--industria-4-0--/i/pt-br

Meirelles; T. (2005). A Governança corporativa, análise do desempenho financeiro e a geração de valor aos acionistas: um estudo das Companhias de Capital Aberto que aderiram as práticas de Governança Corporativa (Trabalho de conclusão de curso). Departamento de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC – Florianópolis, Brasil. Recuperado de http://tcc.bu.ufsc.br/Adm294838.PDF

Melkas, H., & Uotila, T. (1999). Quality of Data, Information and Knowledge in technology foresight processes. Semantic Scholar. Recuperado de http://mitiq.mit.edu/iciq/PDF/QUALITY%20OF%20DATA,%20INFORMATION%20AND%20KNOWLEDGE%20IN%20TECHNOLOGY%20FORESIGHT%20PROCESSES.pdf

Morais, M. de O., Moura, I. de, & Denani, A. L. (2018). A integração entre conhecimento, inovação e Indústria 4.0 nas organizações. Brazilian Journal of Development, 4(6), 3716-3731. doi: 10.34117/bjdv4n7-359

Neupane, N. (2021). Conceptualizing the pathways of literature review in research. Journal of Practical Studies in Education, 2(1), 1-7. doi: 10.46809/jpse.v2i1.16

Pinto, V., Cardoso, A., Pinheiro, M., & Parreiras, F. (2019). Interdisciplinaridade em ciência de dados sobre Big Data: resultados para a indústria de mineração. Inf. & Soc. Est., 29(4), 61-74. Recuperado de file:///C:/Users/asus/AppData/Local/Temp/gustavo-06-ar.pdf

Presser, N. H., & Silva, E. L. (2019). Framework da Qualidade da Informação. NAVUS - Revista de Gestão e Tecnologia, 9(4), 6-9. doi: 10.22279/navus.2019.v9n4.p06-09.1081

Proença, D., Vieira R., & Borbinha J. (2016). A maturity model for information governance. 11th Iberian Conference on Information Systems and Technologies (CISTI), Las Palmas, 1-6. Recuperado de https://www.inesc-id.pt/ficheiros/publicacoes/9849.pdf

Quan, Li, Lan, Lan, Nianyin, Zeng, Lei, You, Jin, Yin, Xiaobo, Zhou, & Qun, Meng. (2019). A framework for Big Data Governance to Advance RHINs: a case study of China. IEEE Access, 7, 50330-50338. doi: 10.1109/ACCESS.2019.2910838

Rigon, E. A., & Westphall, C. M. (2013). Modelo de Avaliação da Maturidade da Segurança da Informação. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, 12(1), 1-19. Recuperado de file:///C:/Users/asus/AppData/Local/Temp/Rigon_Westphall_2013_Modelo-de-avaliacao-da-maturid_10598.pdf

Santos, S. (2018). Introdução à Indústria 4.0: saiba tudo sobre a revolução das máquinas. São Paulo: Editora Independently Published.

Santos, B. P., Alberto, A., Lima, T. D. F. M, & Charrua-Santos, F. M. B. (2018). Indústria 4.0: desafios e oportunidades. Revista Produção e Desenvolvimento, 4(1), 111-24. doi: 10.32358/rpd.2018.v4.316

Schwab, K. (2016). A quarta revolução industrial (D. M. Miranda, Trad.). São Paulo: Edipro.

Sharma, K. (2017). Visão de processo industrial automation. [Sl]: Elsevier Science, 2017.

Shkurskii, S.A., & Sabel’nikova, E. A. (2011). Resource-control system based on the SAP ERP system. Coke and Chemistry, 54, 426–427.

Simões, S. A., Rodrigues, L. C., Maccari, E. A., & Pereira, M. F. (2011). Managing IT as a business: the Lutchen's gap in the 100 top organizations based in Brazil. Journal of Information Systems & Technology Management, 8(3), 717-732. doi: 10.4301/S1807-17752011000300010

Smallwood, R. F., Kahn, R., & Murphy, B. (2014). Information Governance: concepts, strategies and best practices. Hoboken: John Wiley and Sons, pp. 115-145.

Souza, B. A., Bauer, M. M, & Coletti, L. (2020). A importância da governança corporativa e do controle interno na área contábil. Revista Gestão e Desenvolvimento, 17(1), 148-174. doi: doi.org/10.25112/rgd.v17i1.1723

Telukdarie, A., Buhulaiga, E., Bag, S., Gupta, S., & Luo, Z. (2018). Industry 4.0 implementation for multinationals. Process Safety and Environmental Protection, 118, 316-329. doi: 10.1016/j.psep.2018.06.030

Teodoro, A. N., Przeybilovicz, É., & Cunha, M. A. (2014). Governança de tecnologia da informação: uma investiga¬ção sobre a representação do conceito. Revista de Administração, 49(2), 307-321. doi: 10.5700/rausp1148

Trindade, A., Oliveira, M., & Becker, G. (2011). Análise dos atributos para avaliação da qualidade da informação nos ambientes de intranet para apoio à gestão do conhecimento. REAd. Revista Eletrônica de Administração, 17(3), 776-801. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/read/article/view/38523

Weber, K. Otto, B., & Osterle, H. (2009). One size does not fit all: a contingency approach to data governance. ACM Journal of data and information quality, 1(1), 1-27. doi: 10.1145/1515693.1515696

Zonnenshain, A., & Kenett, Ron S. (2020). Quality 4.0: the challenging future of quality engineering. Quality Engineering, 32(4), 614-626. doi: 10.1080/08982112.2019.1706744




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v10i3.81477

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Serviços de indexação e agregadores

Web of Science
Directory of Open Access Journals
Sumários.org: sumários de revistas brasileiras
Google Acadêmico
LivRe! Portal para periódicos de livre acesso na Internet
InfoBCI
Latindex Catálogo
Bielefeld Academic Search Engine
INFOBILA: Información Bibliotecológica Latinoamericana
REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação

Universidade Federal do Paraná
Mestrado e Doutorado Interdisciplinar em Gestão da Informação
ISSN: 2237-826X
Qualis (2013-2016):
B2 - Comunicação e Informação
B4 - Planejamento Urbano e Regional/Demografia; Saúde Coletiva; Interdisciplinar
B5 - Arquitetura, Urbanismo e Design; Engenharias III
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Esta obra foi licenciada sob uma Licença
Creative Commons Atribuição 4.0 Não Adaptada