Avaliação por competência em cursos online abertos e massivos por meio de rubrica

Byanca Neumann Salerno, Maria do Carmo Duarte Freitas

Resumo


O desenvolvimento das tecnologias da informação e seu uso na área da educação contextualiza o surgimento dos Cursos Online Abertos e Massivos caracterizados pela ausência de pré-requisitos para ingresso e quantidade ilimitada de estudantes. Um dos problemas enfrentados nesses cursos é a alta taxa de evasão dos estudantes devido à falta de engajamento. Além disso, há dificuldade para avaliar a aprendizagem e garantir que as competências esperadas com o curso sejam desenvolvidas. Esta pesquisa tem como objetivo formular diretrizes para o desenvolvimento de conteúdos em MOOCs com a utilização de rubricas de avaliação por competências. A metodologia é de revisão sistemática a partir de pesquisa bibliográfica e análise de conteúdo sobre as práticas e estratégias educacionais utilizadas no ensino superior e nos Cursos Online Abertos e Massivos. Os resultados parciais mostram que a avaliação é capaz de motivar o engajamento dos estudantes e que grandes provedores de MOOCs como o Coursera e o edX têm investido em tecnologias automáticas para esse fim. No entanto, essas tecnologias não avaliam os estudantes a partir de competências. Portanto, elas não são suficientes para substituir a avaliação formativa baseada em competências que o professor é capaz de proporcionar por meio de rubricas.

Palavras-chave


MOOCs; Avaliação por competências; Rubricas.

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, M. V. M., & Silveira, I. F. (2016). Panorama da aplicação de massive open online course (MOOC) no ensino superior: desafios e possibilidades. EaD em foco, 6(3), 101–114. Recuperado de https://goo.gl/pbGxny

Associação Brasileira de Educação a Distância. (2017). Censo EAD Brasil 2016: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. Recuperado de https://goo.gl/dHTTYY

Balfour, S. P. (2013). Assessing writing in MOOCs: automated essay scoring and calibrated peer review. Research & Practice in Assessment, 8, 40–48. Recuperado de https://goo.gl/kAR4hm

Bianchi, P. C. F. (2013). Avaliação da aprendizagem na educação a distância. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de São Carlos, Brasil. Recuperado de https://goo.gl/AN5Dgm

Carvalho, R. L., Junqueira, E. S., Pinheiro, J. L., Fernandes, J. H. M., & Cruz, M. C. F. (2013). A cibercultura e os MOOCs: análise da interação dos alunos em duas experiências no Brasil. Revista EDaPECI, 13(2), 200-215. Recuperado de https://seer.ufs.br/index.php/edapeci/article/view/1688

Chauhan, A. (2014). Massive open online courses (MOOCS): emerging trends in assessment and accreditation. Digital Education Review, 25, 7–18. Recuperado de http://greav.ub.edu/der/http://greav.ub.edu/der/

Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, 5(spe), 183–196. doi: 10.1590/s1415-65552001000500010

Haber, J. (2014). MOOCs. London: The MIT Press. Hew, K. F., & Cheung, W. S. Students’ and instructors’ use of massive open online courses (MOOCs): motivations and challenges. Educational Research Review, 12, 45–58. Recuperado de: https://goo.gl/fTGsGY

Jordan, S. (2013). E-assessment: past, present and future. Raine, NDIR, 9(1), 87–106. Recuperado de https://goo.gl/bkFiK7 Ministério da Educação. (2007). Referenciais de qualidade para EaD. Brasília. Recuperado de http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf

Perin, E. S. (2017). Competências docentes digitais para o compartilhamento de práticas e recursos educacionais. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Paraná, Brasil. Recuperado de https://goo.gl/Nebw2S

Rosa, S. S., Coutinho, C. P., / Flores, M. A. (2017). Online peer assessment no ensino superior: uma revisão sistemática da literatura em práticas educacionais. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, 22(1), 55–83. Recuperado de https://goo.gl/gMdrty

Siebiger, R. H. (2011). Influências do processo de Bolonha europeu nas políticas de educação superior brasileiras e na criação de Universidades federais. XXV Simpósio Brasileiro. Recuperado de https://goo.gl/aSJZmn

Silva, H. S. (2017). Revisão sistemática sobre o uso dos MOOCS no Brasil. Artigo de especialização, Universidade Federal de Santa Maria, Brasil. Recuperado de http://repositorio.ufsm.br/handle/1/12046

Staubitz, T., Petrick, D., Bauer, M., Renz, J., & Meinel, C. (2016). Improving the Peer Assessment Experience on MOOC Platforms. Proceedings Of The Third ACM Conference On Learning. doi: 10.1145/2876034.2876043

Velozo, A. V. (2014). Avaliação por competência no domínio de língua estrangeira: uma aplicação profissional mediada por rubrica. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Paraná, Brasil. Recuperado de https://goo.gl/AqtW5y




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v8i1.67256

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Serviços de indexação e agregadores

Web of Science
Directory of Open Access Journals
Sumários.org: sumários de revistas brasileiras
Google Acadêmico
LivRe! Portal para periódicos de livre acesso na Internet
InfoBCI
Latindex Catálogo
Bielefeld Academic Search Engine
INFOBILA: Información Bibliotecológica Latinoamericana
REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação

Universidade Federal do Paraná
Mestrado e Doutorado Interdisciplinar em Gestão da Informação
ISSN: 2237-826X
Qualis (2013-2016):
B2 - Comunicação e Informação
B4 - Planejamento Urbano e Regional/Demografia; Saúde Coletiva; Interdisciplinar
B5 - Arquitetura, Urbanismo e Design; Engenharias III
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Esta obra foi licenciada sob uma Licença
Creative Commons Atribuição 4.0 Não Adaptada