Gestão do conhecimento e gestão por competências: estudo de caso no arquivo da Justiça do Trabalho de Londrina

Diana Marcela Ramirez Bernal, Leticia Gorri Molina

Resumo


Introdução: A pesquisa analisou a importância das competências exigidas para aplicação da gestão do conhecimento no Arquivo da Justiça do Trabalho de Londrina. Método: foi utilizado o estudo de caso, aplicando-se como fontes de evidência para coleta de dados o questionário com os servidores do Arquivo, observação direta e análise da documentação. Resultados: evidenciou-se que as atividades no Arquivo são rotineiras e muitas baseadas na legislação do judiciário, o que prejudica o desenvolvimento de ideias que criem um ambiente gerador de conhecimento. Em relação às competências comportamentais, verificou-se uma ordem de importância, apresentadas da mais para menos importante: autoconsciência, empatia, automotivação, autocontrole, e comunicação. Conclusão: embora os servidores desempenhem algumas das atividades voltadas à gestão do conhecimento, elas não são registradas, visto que o foco das atividades realizadas no Arquivo está voltado para ações relacionadas a normas e leis que regem tais atividades.


Palavras-chave


Gestão do Conhecimento. Gestão por Competências. Arquivo. Justiça do Trabalho.

Texto completo:

PDF EPUB

Referências


Amorim, T. N. G. F. (2009). Gestão de pessoas no agronegócio. In A. A. Callado (Ed.), Agronegócio (2a. ed.). São Paulo: Atlas.

Araújo, C., Pinto, E., Lopes, J., Nogueira, L., & Pinto, R. (2008). Estudo de caso: Métodos de Investigação em Educação. Instituto de Educação e Psicologia, Universidade do Minho. Recuperado em 2016-02-13, de http://grupo4te.com.sapo.pt/estudo{_}caso.pdf

Barbosa, A. C. Q., Ferraz, D. M., & Lopes, D. P. T. (2002). Competências nas organizações: o discurso e a prática na gestão de pessoas. Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 26.

Bardin, L. (2002). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Bardin, L. (2004). Análise de conteúdo (3a. ed.). São Paulo: Edições 70.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições

Batalha, M. O., & Silva, A. L. (2001). Gerenciamento de sistemas agroindustriais: definições e correntes metodológicas. In Gestão agroindustrial (2a. ed.). São Paulo: Atlas.

Bellinghini, M. F. (2004). Estratégias de acumulação de competências tecnológicas e aprimoramento de performance

técnico-econômica em operadoras de telefonia fixa: a experiência da Telemar Norte Leste S.A. In XXVIII encontro anual da anpad. Curitiba: ANPAD.

Benetti, L., & Pantoja, M. J. (2008). A gestão por competências na perspectiva da aprendizagem organizacional o caso de uma empresa pública de grande porte. In XXXII encontro anual da anpad. ANPAD.

Brandão, H. P., & Bahry, C. P. (2005). Gestão por competências: métodos e técnicas para mapeamento de competências. Revista do Serviço Público, 56(2), 179–194.

Brandão, H. P., & Guimarães, T. d. A. (2001). Gestão de competências e gestão de desempenho: tecnologias distintas ou instrumentos de um mesmo construto? Revista de Administração de empresas, 41(1), 8–15.

Carbone, P. P., Tonet, H. C., Bruno, J. R. d. S., & Silva,

K. I. B. E. (2009). Gestão por competências. Rio de Janeiro:

Editora FGV.

Choo, C. W. (2003). A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. Senac São Paulo.

Costa, M. A. S. (2004). Gestão de pessoas por competências e administração estratégica: o caso de uma empresa do pólo petroquímico de Camaçari. In XXVIII encontro anual da anpad. Curitiba: ANPAD.

Dutra, J. S. (2001). Gestão por competências: um modelo avançado para o gerenciamento de pessoas. São Paulo: Editora Gente.

Dutra, J. S. (2004). Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas.

Fleury, A. C. C., & Fleury, M. T. L. (1999). Estratégias empresariais e formação de competências. São Paulo: Atlas.

Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. Revista de administração contemporânea, 5(SPE), 183–196.

Flick, U. (2009). Métodos de pesquisa: introdução à pesquisa qualitativa (3a. ed.). Porto Alegre.: Artmed.

Gil, A. C. (1991). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Goleman, D. (1996). Inteligência emocional. São Paulo: Kairós.

Gramigna, M. R. (2007). Modelo de competências e gestão de talentos (2a. ed.). São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Lapolli, J. (2010). Mapeamento de competências: teoria e prática. Florianópolis: Pandion.

Le Boterf, G. (2003). Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed.

Lorza, A. F. M., Ortega, A. M. D., & Alvarado, P. A. L. (2012). Fundamentos de un sistema de gestión humana por competencias para soportar la estrategia organizacional en una pyme del sector de la industria de las artes gráficas en Cali (Colombia). Estudios Gerenciales: Journal of Management and Economics for Iberoamerica, 28(122), 121–138.

Miranda, S. V. (2004). Identificando competências informacionais. Ciência da informação, 33(2), 112–122. doi: 10.1590/S0100-19652004000200012

Misra, D. C. (2007). Ten guiding principles for knowledge management in e-government in developing countries. National Productivity Council New Delhi (IN). Recuperado em 2016-11-05, de http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/IJKEM/article/viewFile/2778/3471

Nonaka, I., & Takeuchi, H. (1997). Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geral a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus.

Rosini, A; Palmisano, A. (2012). Administração de sistemas de informação e a gestão do conhecimento (2a. ed.). São Paulo: Cengage Learning.

Silva, R. V., Soffner, R., & Pinhão, C. (2004). A Gestão do Conhecimento. In R. V. Silva & A. Neves (Eds.), Gestão de empresas na era do conhecimento. São Paulo: Serinews.

Silva Filho, C. F. d. S., & de Benedicto, G. C. (2008). Aprendizagem e gestão do conhecimento: fundamentos teóricos e experiências práticas. Campinas: Alínea.

Souza, J. (2008). Formação e desenvolvimento de quadros técnico para o setor siderúrgico. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos.

Tejada Zabaleta, A. (2011). Los modelos actuales de gestión en las organizaciones. Gestión del talento, gestión del conocimiento y gestión por competencias. Psicología desde el Caribe, 12, 115–133.

Tribunal Regional do Trabalho do Paraná. (2016). Quem somos. Recuperado em 2016-02-13, de http://www.trt9.jus.br/portal/pagina.xhtml?secao=45{&}pagina=INICIAL

Valentim, M. L. P. (2008). Gestão da Informação e Gestão do Conhecimento em ambientes organizacionais (v. 1) (n. 1). Universidade Federal de Paraiba. Recuperado em 15.10.2016, de http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/3/14

Van Arken, H. (2017). Pedagogía docente. Recuperado em 2017-02-02, de https://pedagogiadocente.wordpress.com/competencias/competencias-tecnicas/

Yin, R. K. (2010). Estudo de caso: planejamento e métodos (4a. ed.). Porto Alegre: Bookman.

Zarifian, P. (2001). Objetivo competências. São Paulo: Atlas.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v6i2.57875

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Serviços de indexação e agregadores

Web of Science
Directory of Open Access Journals
Sumários.org: sumários de revistas brasileiras
Google Acadêmico
LivRe! Portal para periódicos de livre acesso na Internet
InfoBCI
Latindex Catálogo
Bielefeld Academic Search Engine
INFOBILA: Información Bibliotecológica Latinoamericana
REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação

Universidade Federal do Paraná
Mestrado e Doutorado Interdisciplinar em Gestão da Informação
ISSN: 2237-826X
Qualis (2013-2016):
B2 - Comunicação e Informação
B4 - Planejamento Urbano e Regional/Demografia; Saúde Coletiva; Interdisciplinar
B5 - Arquitetura, Urbanismo e Design; Engenharias III
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Esta obra foi licenciada sob uma Licença
Creative Commons Atribuição 4.0 Não Adaptada