Open Journal Systems

DISCURSO E RELAÇÕES RACIAIS EM LIVROS DIDÁTICOS

Paulo Vinicius Baptista da Silva

Resumo


O artigo apresenta uma síntese de pesquisas sobre relações raciais em livros didáticos realizadas no âmbito do projeto Discurso e relações raciais. As diferentes pesquisas analisaram livros didáticos de ensino fundamental e ensino médio de diversas disciplinas, história, língua portuguesa, geografia, artes, matemática, ensino religioso, ciências, língua inglesa e educação física. A síntese de resultados aponta que a normatividade branca foi captada na maioria das análises e a associação de pessoas brancas com superioridade e pessoas negras com inferioridade esteve presente nos diversos estudos. Todos os estudos também apontaram a sub representação de pessoas negras (Nascimento, 2009; Junia, 2010; Pacífico, 2011; Oliveira, 2012; Santos, 2012; Souza, 2015; Dambros, 2016; Oniesko, 2018; Silva, I. 2019; Silva, M. 2020; Souza, 2021). O silenciamento de conteúdos relativos ao continente africano e aos povos africanos da diáspora, como também sobre de Educação e Relações Étnico-Raciais, foi captada em quase todos os estudos. Pesquisas que escutaram estudantes revelaram que as e os estudantes de ensino fundamental e médio tem percepção de que os livros didáticos trazem hierarquias raciais e relacionam pessoas brancas poder, reconhecimento e valorização (Oniesko, 2018; Silva, 2019; Souza, 2021; Teixeira, 2021), ao passo que pessoas negras são relegadas nos discursos dos livros à subalternidade, tratadas de forma estereotipada e relacionadas com a escravidão.

 

The article presents a synthesis of research on race relations in textbooks carried out within the scope of the Discourse and race relations project. The different researches analyzed elementary and high school textbooks of different subjects, history, Portuguese language, geography, arts, mathematics, religious education, science, English language and physical education. The synthesis of results shows that white normativity was captured in most analyzes and the association of white people with superiority and black people with inferiority was present in the various studies. All studies also pointed to the underrepresentation of black people (Nascimento, 2009; Junia, 2010; Pacífico, 2011; Oliveira, 2012; Santos, 2012; Souza, 2015; Dambros, 2016; Oniesko, 2018; Silva, I. 2019; Silva, M. 2020; Souza, 2021). The silencing of content related to the African continent and the African peoples of the diaspora, as well as Education and Ethnic-Racial Relations, was captured in almost all studies. Research that listened to students revealed that elementary and high school students perceive that textbooks bring racial hierarchies and relate white people to power, recognition and appreciation (Oniesko, 2018; Silva, 2019; Souza, 2021; Teixeira, 2021), while black people are relegated in the discourses of the books to subalternity, treated in a stereotyped way and related to slavery.

 

L'article présente une synthèse des recherches sur les relations raciales dans les manuels réalisées dans le cadre du projet Discours et relations raciales. Les différentes recherches ont analysé les manuels scolaires élémentaires et secondaires de différentes matières, histoire, langue portugaise, géographie, arts, mathématiques, éducation religieuse, sciences, langue anglaise et éducation physique. La synthèse des résultats montre que la normativité blanche a été capturée dans la plupart des analyses et que l'association des blancs avec une supériorité et des noirs avec une infériorité était présente dans les différentes études. Toutes les études ont également souligné la sous-représentation des Noirs (Nascimento, 2009; Junia, 2010; Pacífico, 2011; Oliveira, 2012; Santos, 2012; Souza, 2015; Dambros, 2016; Oniesko, 2018; Silva, I. 2019; Silva, M. 2020; Souza, 2021). Le silence des contenus liés au continent africain et aux peuples africains de la diaspora, ainsi qu'à l'éducation et aux relations ethnico-raciales, a été capturé dans presque toutes les études. Des recherches qui ont écouté des élèves ont révélé que les élèves du primaire et du secondaire perçoivent que les manuels scolaires introduisent des hiérarchies raciales et relient les Blancs au pouvoir, à la reconnaissance et à l'appréciation (Oniesko, 2018; Silva, 2019; Souza, 2021; Teixeira, 2021), tandis que les gens noirs sont relégués dans les discours des livres à la subalternité, traités de manière stéréotypée et liés à l'esclavage.

 

El artículo presenta una síntesis de investigaciones sobre relaciones raciales en libros de texto realizadas en el marco del proyecto Discurso y relaciones raciales. Las diferentes investigaciones analizaron libros de texto de enseñanza primaria y secundaria de diferentes materias, historia, lengua portuguesa, geografía, artes, matemáticas, educación religiosa, ciencias, lengua inglesa y educación física. La síntesis de los resultados muestra que la normatividad blanca fue capturada en la mayoría de los análisis y la asociación de personas blancas con superioridad y personas negras con inferioridad estuvo presente en los diversos estudios. Todos los estudios también señalaron la subrepresentación de las personas negras (Nascimento, 2009; Junia, 2010; Pacífico, 2011; Oliveira, 2012; Santos, 2012; Souza, 2015; Dambros, 2016; Oniesko, 2018; Silva, I. 2019; Silva, M. 2020; Souza, 2021). El silenciamiento de contenidos relacionados con el continente africano y los pueblos africanos de la diáspora, así como la Educación y las Relaciones Étnico-Raciales, quedó plasmado en casi todos los estudios. Las investigaciones que escucharan a los estudiantes revelaran que los estudiantes de primaria y secundaria perciben que los libros de texto traen jerarquías raciales y relacionan a los blancos con el poder, el reconocimiento y el aprecio (Oniesko, 2018; Silva, 2019; Souza, 2021; Teixeira, 2021), mientras que las personas negras son relegadas en los discursos de los libros a la subalternidad, tratadas de manera estereotipada y relacionadas con la esclavitud.


Texto completo:

PDF

Referências


Costa, Cândida S. (2004) Discriminação racial no contexto escolar: percepções de alunos e professores. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, Brasil.

Dambros, Lilian P. (2016). Construção das identidades de raça com intersecção de classse nso livros didáticos de inglês do ensino médio aprovados pelos PNLDs 2012 e 2015. Dissertação (Mestrado em Linguagem) Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, PR, Brasil. https://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/414

Freitas, Ivana. (2009) A cor da metáfora: o racismo no livro didático de língua portuguesa. Dissertação (Mestrado em Letras) Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil. https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6312?locale=pt_BR

Junia, Elisabeth R. D. Discursos sobre relações raciais em livros didáticos de Português para séries iniciais do ensino fundamental. (2010) Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUOS-8CRKYJ

SILVA, Paulo Vinicius Baptista da. Discurso e relações raciais em Livros Didáticos .

Journal of African And Afro-Brazilian Studies, v. 1, n. 1, 2022.

Lima, Fabiana. Afrobetizar: uma análise das relações étnico-raciais em livros didáticos de literatura. (2010) Interdisciplinar, 5 (10), 377-390. https://seer.ufs.br/index.php/interdisciplinar/article/view/1279/1115 Mathias, Ana L. (2011). Relações raciais em livros didáticos de ciências. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curutiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/27890

Nascimento. Sergio L. (2009) Relações raciais em livros didáticos de ensino religioso do ensino fundamental. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/20671

Nascimento, Sérgio L. (2018) Personagens negros e brancos em livros didáticos de Ensino Religioso. In: Silva, Paulo V. B., Araujo, Débora C. e Santos, Wellington O. (Orgs.). Racismo, discurso e educação: estratégias ideológicas. Curitiba: NEAB, pp. 225-253. http://www.sipad.ufpr.br/portal/livros/

Oniesko, Paola C. F. (2018). A identidade negra nas imagens do livro didático de História através do olhar dos/as alunos/as. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, PR, Brasil. https://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/2522

Oliveira, Megg R. G. (2012) Arte e silêncio: a Arte Africana e Afro-Brasileira nas Diretrizes Curriculares Estaduais e no Livro Didático Público de Arte do Paraná. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/27470

Oliveira, Megg R. (2018). O silêncio como estratégia ideológica: a invisibilidade negra na história, na arte, nas Diretrizes Curriculares de Arte para a Educaçnao Básica e no Livro Didático Público de Arte no Paraná. In: Silva, Paulo V. B., Araujo, Débora C. e Santos, Wellington O. (Orgs.). Racismo, discurso e educação: estratégias ideológicas. Curitiba: NEAB, pp. 103-132. http://www.sipad.ufpr.br/portal/livros/

Orlando, Andréia; Ferreira, Aparecida J., Coutro, Fernanda C. e Watthier, Luciane. (2008) Os estereótipos do negro presente em livros didáticos: uma análise a partir dos parâmetros nacionais. In: Ferreira, Aparecida de Jesus (Org.). PEAB – Projeto de Estudos Afro-Brasileiros: contexto, resultados de pesquisas e relatos de experiência. Cascavel: Unioeste, 2008. pp. 61-73. https://www.academia.edu/3037515/Os_estere%C3%B3tipos_do_negro_presentes_em_livros_did%C3%A1ticos_uma_an%C3%A1lise_a_partir_dos_par%C3%A2metros_nacionais_2008

Pacífico, Tânia M. (2011). Relações raciais no livro didático público do Paraná. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/26851/Dissertac..%5b1%5d.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Pacífico, Tania (2018). Relações raciais no Livro Didático Público. In: Silva, Paulo V. B., Araujo, Débora C. e Santos, Wellington O. (Orgs.). Racismo, discurso e educação: estratégias ideológicas. Curitiba: NEAB, pp. 133-192. http://www.sipad.ufpr.br/portal/livros/

SILVA, Paulo Vinicius Baptista da. Discurso e relações raciais em Livros Didáticos .

Journal of African And Afro-Brazilian Studies, v. 1, n. 1, 2022.

Pinto, Regina P. (1981). O livro didático e a democratização da escola.(1981) Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. https://pos.fflch.usp.br/node/40777

Pinto, Regina P. A representação do negro em livros didáticos de leitura. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 63, p. 88-92, nov. 1987. Disponível em http://publicacoes.fcc.org.br//index.php/cp/article/view/1280/1281 acesso em 11/11/2021.

Ratts, Alecsandro J. P., Rodrigues, Ana Paula C., Vilela, Benjamim P. e Cirqueira, Diogo M. Representações da África e da população negra nos livros didáticos de geografia. (2006/2007) Revista da casa da Geografia de Sobral, 8-9 (1), 45- 59. http://www.uvanet.br/rcg.

Rodrigues, Maria A. C. N.; Cardoso, Eduardo A.(2010) A desconstrução do papel social do negro presente nas imagens e representações no livro didático de História e Geografia. In: Anais do III Seminário de Estudos de História e Culturas Afro-brasileiras e indígenas. Anais... Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2010.

ROSEMBERG, Fúlvia; BAZILLI, Chirley; SILVA, Paulo V. B. (2003) Racismo em livros didáticos brasileiros e seu combate: uma revisão da literatura. Educação e Pesquisa, 29 (1), 125-146. https://doi.org/10.1590/S1517-97022003000100010

Santos, Wellington O. (2012). Relações raciais, Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e livros didáticos de geografia. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://hdl.handle.net/1884/27543 acesso em 11/11/2021. Acesso em 11/11/2021.

Santos, Wellington O. A diferença banalizada: discursos de inclusão do negros em livros didáticos de Geografia (2018). In: Silva, Paulo V. B., Araujo, Débora C. e Santos, Wellington O. (Orgs.). Racismo, discurso e educação: estratégias ideológicas. Curitiba: NEAB, pp. 225-253. http://www.sipad.ufpr.br/portal/livros/

Silva, Isabella S. (2019). Rememoração de estudantes negros(as) do ensino fundamental sobre personagens negros em livros didáticos. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/66028?show=full

Silva, Maysa F. (2020). O romper do silêncio discriminatório: O manuseio do livro didático de matemática na perspectiva da Educação para as Relações Étnico-Raciais. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/69750

Silva, Paulo V. B. (2005) Relações raciais em livros didáticos de língua portuguesa. Tese (Doutorado em Psicologia Social) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/17364

Silva, Paulo V. B. (2008) Racismo em Livros Didáticos. BH, Autêntica. Silva, Paulo V. B. Racismo discursivo e avaliações do Programa Nacional de Livros Didáticos. Intermeio (UFMS), v. 24, p. 6-29, 2007. https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/2553/1790

SILVA, Paulo Vinicius Baptista da. Discurso e relações raciais em Livros Didáticos .

Journal of African And Afro-Brazilian Studies, v. 1, n. 1, 2022.

Silva, Paulo V. B. Sobre a hermenêutica de profundidade e a análise da ideologia nos estudos do NEAB-UFPR. (2018). In: Silva, Paulo V. B., Araujo, Débora C. e Santos, Wellington O. (Orgs.). Racismo, discurso e educação: estratégias ideológicas. Curitiba: NEAB, pp. 9-38. http://www.sipad.ufpr.br/portal/livros/

Silva, Paulo V. B. ; Teixeira, Rozana e Pacífico, Tânia M. (2013) Políticas de promoção de igualdade racial e programas de distribuição de livros didáticos. Educação e Pesquisa, 39, 127-143. https://doi.org/10.1590/S1517-97022013000100009

Silva, Silvio. (2010) A (in)existência de abordagem e representação do negro no livro didático de português. Domínios de Lingu@gem, 4 (2) 19-32 2010. https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11535.

Silva Filho, João B. (2005) Os discursos verbais e iconográficos sobre os negros em livros didáticos de história. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/FAEC-85EQBH

Soares, Edimara; Bordini, Santina. Livros didáticos de ciências e a fabricação das identidades de gênero, sexualidade e etnia. III Simpósio Internacional; VI Fórum Nacional de Educação. Torres, 2009.

Souza, Sidnei M. (2015) Cultura(s) Africana(s) em livros didáticos de História: entre o discursos verbal e iconográfico. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Estadual de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG, Brasil. http://mestrados.uemg.br/ppgeduc-producao/dissertacoes-ppgeduc/category/118-2015?download=492:cultura-s-africana-s-em-livros-didaticos-de-historia-entre-o-discurso-verbal-e-iconografico

Souza, Sidnei M. (2021) Novas iconografias no livro didático de História: análise e recepção do racismo e antirracismo imagético por jovens do ensino médio. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/38155

Souza, Cleonice F, (2010). A representação étnico-racial do segmento social negro: livros didáticos de História. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil.

Teixeira, Rozana. (2006). O papel da educação e da linguagem no processo de discriminação e atenuação do racismo no Brasil. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil. https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/3182

Tonini, Ivaine M. (2020). Identidades étnicas: a produção de seus significados no livro didático de Geografia. In: Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd). Anais... Caxambu: ANPEd, 2001. http://www.anped.org.br/reunioes/24/tp1.htm#gt13

Watthier, Luciane. (2008). A discriminação racial presente em livros didáticos e sua influência na formação da identidade dos alunos. Urutágua, 16. https://doi.org/10.4025/revurut.v16i16.3574




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jabs.v1i1.86176