GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA BACIA DO PARANÁ III: PROPOSTAS PARA UMA AGENDA DE PESQUISA

Fábio de Oliveira Neves

Resumo


A gestão dos resíduos sólidos no Brasil necessita de reformas não só para adequar-se à política e plano nacionais do setor, como para avançar na busca de um sistema ambientalmente responsável, socialmente justo e economicamente sustentável. Idealizar uma gestão adequada dos resíduos sólidos depende de atentar para as características locais e regionais. Neste artigo, propõe-se delinear uma agenda para o estudo da gestão de resíduos sólidos na Bacia Hidrográfica do Paraná III, em território brasileiro, já que este se tornou um recorte relevante para aplicação de políticas ambientais no Oeste do estado do Paraná. O objetivo é de oferecer um panorama reflexivo sobre a atual situação da gestão dos resíduos sólidos, contribuindo na formação de uma agenda de pesquisas. Para isso, tratam-se e analisam-se dados sobre a situação do manejo dos resíduos sólidos na área de estudo. Os resultados indicam que a formação de uma agenda de pesquisas sobre os resíduos sólidos na Bacia do Paraná III não pode prescindir da consideração das seguintes características: a forte concentração da produção de resíduos em apenas três municípios; a expansão das empresas privadas no setor dos resíduos; o papel dos catadores, sua organização e articulação em rede; a elaboração e aplicação dos planos municipais de gestão dos resíduos sólidos; a ausência da gestão associada entre municípios; e o problema da destinação final nos municípios pequenos.


Palavras-chave


resíduos sólidos; agenda de pesquisas; serviços públicos

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v38i0.42506

Direitos autorais 2016

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009