PREVALÊNCIA DE Dioctophyme renale (Goeze, 1782) EM CÃES DE UMA ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL DO SUL DO RIO GRANDE DO SUL – BRASIL

Pâmela Caye, Tatiane Schmitt Tavares Novo, Guilherme Albuquerque de Oliveira Cavalcanti, Josaine Cristina da Silva Rappeti

Resumo


A dioctofimatose é a doença causada por Dioctophyme renale, um nematódeo de carnívoros, que afeta principalmente o rim direito dos animais. A doença tem como transmissão o consumo do hospedeiro intermediário (Lumbriculus variegatus) e dos hospedeiros paratênicos (peixes, sapos e rãs). A diagnóstico é realizado, principalmente, através de exame de sedimento urinário e ultrassonografia. A doença costuma representar uma baixa casuística nas populações. O objetivo deste trabalho foi realizar uma investigação ultrassonográfica da prevalência de dioctofimatose em cães de uma Organização Não Governamental do sul do estado do Rio Grande do Sul - Brasil. Foram examinados 63 cães, fêmeas e machos, onde se encontrou uma prevalência da doença de 11,11%. Através de análise estatística com o método de Qui-quadrado, não houve diferenças entre sexo, raça ou idade dos animais afetados. Seis pacientes continham exemplares de Dioctophyme renale no rim direito e um paciente apresentou o parasito livre na cavidade abdominal. Os animais tinham histórico de viver em ambiente com más condições de vida, favorecendo a disseminação da doença. É possível concluir que em populações de risco a dioctofimatose pode apresentar alta prevalência.


Palavras-chave


Dioctophyme renale; rins; ultrassonografia; urinálise

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v25i2.67468

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions  DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free  PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science  ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor