Open Journal Systems

ENSAIO DE RESPIRAÇÃO EDÁFICA PARA AVALIAR O EFEITO DE TEMPERATURA E UMIDADE DO SOLO COMO VARIÁVEIS CLIMÁTICAS NA EMISSÃO DE CO2 EM ESPODOSSOLO

Marco Antônio Gomes da Silva, Gislaine Garcia de Faria, Leandro Angelo Pereira, Emerson Luís Tonetti, Everaldo dos Santos

Resumo


O trabalho teve como objetivo avaliar a respiração edáfica, por meio da emissão do gás carbônico (CO2), que é um gás de efeito estufa (GEE), em amostras de Espodossolo incubadas a diferentes temperaturas e umidades, e relacionar estas com o metabolismo da microbiota do solo tendo como referência os futuros cenários climáticos. O experimento foi conduzido em microcosmo com amostras de solo coletadas em uma parcela de 10x10 metros na profundidade de 0-10 cm em 5 diferentes pontos com quatro repetições. O solo submetido ao experimento foi da classe Espodossolo de uma área de reserva legal sob vegetação Ombrófila Densa das Terras Baixas. O solo coletado foi tamisado em peneira de 2 mm para incubação e determinação da respiração edáfica pela microbiota. Uma alíquota de 10 g de solo foi retirada para determinar a umidade gravimétrica e determinação das diferentes umidades de incubação. As temperaturas de incubação foram determinadas com referência no climograma da região e 5ºC a mais, de acordo com um dos possíveis cenários previstos com a Mudança do Clima. As amostras foram incubadas em duplicata para cada tratamento em repetições com 18ºC e 9% umidade, 18ºC e 20% umidade, 30ºC e 9% umidade e 30ºC a 20% de umidade em quatro diferentes períodos (168 h; 336 h; 504 e 672 h). A cada semana ou 168 horas foi realizada uma leitura da respiração pelo método indireto por titulação para avaliar a emissão de CO2. As amostras foram analisadas estatisticamente para determinação da análise de variância. Os resultados da emissão de C-CO2 sugerem que a atividade da microbiota edáfica foi influenciada pela temperatura mais baixa associada a umidade mais alta. O experimento em microcosmo sugere que o possível aumento no regime de chuvas no período de menor temperatura do ano, como um dos cenários relacionados a Mudança do Clima para Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas sobre Espodossolo na planície litorânea do Paraná, pode alterar a emissão de C-CO2.


Palavras-chave


Respiração do solo. Efeito estufa. Biologia do solo. Mudança do clima. Ciclagem biogeoquímica.

Texto completo:

PDF