VARIABILIDADE PLUVIOMÉTRICA NO MUNICÍPIO DE JUIZ DE FORA-MG NO PERÍODO DE 1910-2018: INVESTIGAÇÃO A PARTIR DA TÉCNICA DO BOX PLOT

Thiago Alves Oliveira, Camila De Moraes Gomes Tavares, Fabio Sanches, Cássia De Castro Martins Ferreira

Resumo


Discutir a variabilidade da precipitação se torna importante na medida em que essa é a principal forma de reposição hídrica na Terra, além disso pode influenciar as atividades humanas, em função de sua intensa variabilidade, seja temporal como também espacial. Para compreender o comportamento das chuvas em Juiz de Fora- MG no intervalo temporal compreendido entre 1910-2017 utilizou-se a técnica do box plot na perspectiva de identificar intervalos de anos padrão (normal, seco, úmido, super-seco, super- úmido), inferir considerações a respeito dos eventos anormais de chuvas e correlacionar aos modos de variabilidade das chuvas sobre a área estudada. Não foi possível identificar a correspondência entre a classificação dos anos padrão e a ocorrência dos fenômenos El Niño e La Niña. Na correlação das décadas com a ODP é possível verificar, que a ODP não apresenta correlação como modo de variabilidade direta com as chuvas para a áreas estudada. Os dados trimestrais apontam para uma sazonalidade bem marcada das chuvas em Juiz de Fora, com mais de 80% da precipitação anual, em média, concentrada nos períodos de primavera (OND) e verão (JFM).  

Palavras-chave


Variabilidade pluviométrica; Box plot; Precipitação; ENOS.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v26i0.70194

Direitos autorais 2020 Thiago Alves Oliveira, Camila De Moraes Gomes Tavares, Fabio Sanches, Cássia De Castro Martins Ferreira