AVALIAÇÃO DA ILHA DE CALOR URBANA NA ZONA NORTE DE SÃO PAULO: ESTUDO DE CASO DO BAIRRO JARDIM PERI

Thiago Luiz Lima, Emerson Galvani

Resumo


A Ilha de Calor Urbana (ICU) é um fenômeno presente nos centros urbanos causado, principalmente, pelo tipo de uso antrópico do solo. Locais impermeabilizados indicam temperatura do ar mais elevada em relação às áreas rurais ou com maior distribuição vegetativa. Para tanto, o bairro Jardim Peri/SP apresenta características urbanas e naturais, a saber: intensa impermeabilização do solo, retificação de rios, áreas comerciais e áreas arbóreas. Desta forma, o estudo realizado neste bairro por meio de transectos móveis mostrou que a temperatura do ar varia de acordo com o modo de uso e ocupação do solo, indicando temperaturas elevadas dentro da Unidade Microclimática I (UMC I), setor com pouca presença de vegetação, intensa rugosidade urbana e habitações de baixa renda; temperaturas reduzidas na Unidade Microclimática II (UMC II), setor natural serrano de Mata Atlântica; e temperaturas amenas na Unidade Microclimática III (UMC III), setor com intensa distribuição arbórea e habitações de alta renda. Os resultados também indicaram que a variação térmica do bairro num dos três dias de análises chegou a 4,1 °C. Neste sentido, fica notória a relação entre classe social e climatologia no Jardim Peri, uma vez que as condições da vida urbana no bairro expressam uma relação mútua e direta com os fenômenos atmosféricos.


 


Palavras-chave


Transectos Móveis; Jardim Peri; Temperatura do Ar; Uso e Ocupação do Solo; Ilha de Calor Urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v26i0.69933

Direitos autorais 2020 Thiago Luiz Lima, Emerson Galvani Galvani