EFEITO DA URBANIZAÇÃO SOBRE A DISPERSÃO DE POLUENTES E FORMAÇÃO DE ILHA DE CALOR

Rosiberto Salustiano Silva Junior, Alberto Martilli, Ewerton Hallan de Lima Silva

Resumo


Grandes centros urbanos sofrem com a poluição do ar, devido a emissão veicular e industrial. E o uso de modelos de qualidade do ar é uma poderosa ferramenta no combate a poluição do ar e em particular em grandes centros urbanos, mas muitos destes modelos apresentam limitações na descrição das áreas urbanas. O presente trabalho tem como objetivo incluir o impacto da parametrização urbana na formação do ozônio e dispersão de poluentes, estimando o efeito para a inclusão de uma cidade hipotética de 40km de comprimento, tendo construções com altura média de 30m e outra cidade hipotética de 20km de comprimento e 50m de altura média das construções. Para a concentração de CO, dentro da cidade a altura das construções é o fator mais importante, já fora da cidade o fator mais importante seria a extensão da cidade.


Palavras-chave


Concentração de O3 e CO, Ilha de Calor, Dispersão de Poluentes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v27i0.69398

Direitos autorais 2020 Rosiberto Salustiano Silva Junior, Alberto Martilli, Ewerton Hallan de Lima Silva

Prezados leitores, informamos que a Revista Brasileira de Climatologia encontra- disponível no seguinte endereço: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/rbclima