CLASSIFICAÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SEGUNDO SISTEMA DE ZONAS DE VIDA DE HOLDRIDGE

Severo Ivasko Júnior, Alexandre Dal Forno Mastella, Andressa Tres, Alexandre França Tetto, William Thomaz Wendling, Ronaldo Viana Soares

Resumo


O clima está relacionado com a vegetação, influenciando a sua distribuição, bem como a produtividade de atividades agrícolas e florestais. O objetivo deste trabalho foi classificar climaticamente os municípios do Mato Grosso do Sul, segundo o sistema de “zonas de vida” de Holdridge, e compará-lo com a classificação de Köppen e com o mapa de vegetação. Com os dados de temperatura e precipitação fornecidos por Alvares et al. (2013), foi possível calcular as biotemperaturas médias anuais dos 79 municípios que, em conjunto com a precipitação média anual, foram utilizadas no diagrama de Holdridge para determinação das zonas de vida. Os valores utilizados representam a média de, no mínimo, 25 anos de registros, obtidos entre 1950 e 1990, de 15 estações meteorológicas. Dados de altitude e latitude foram utilizados para determinação das regiões latitudinais e pisos altitudinais. A classificação climática foi realizada utilizando o programa FoxPro. Foram encontradas três zonas de vida para o estado de Mato Grosso do Sul: floresta úmida tropical premontana (60,91%), floresta úmida subtropical basal (38,99%) e transição entre floresta seca e floresta úmida subtropical basal (0,1%), de modo que a classificação apresentou estreita relação com o gradiente altitudinal apresentado pelos municípios do estado. Conclui-se que as zonas de vida de Holdridge são apropriadas para classificar o clima de estado do Mato Grosso do Sul, tendo em vista que o sistema se mostrou satisfatório quando comparado à classificação de Köppen e à vegetação do estado.


Palavras-chave


Biotemperatura; climatologia; dados meteorológicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v26i0.61843

Direitos autorais 2020 Severo Ivasko Júnior, Andressa Tres, Alexandre França Tetto, Ronaldo Viana Soares, William Thomaz Wendling, Alexandre Dal Forno Mastella