O ENSINO DE CLIMATOLOGIA NO VALE DO JEQUITINHONHA

Pacelli Henrique Martins Teodoro

Resumo


Na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, o ensino de climatologia está presente como unidade curricular no eixo da área de concentração do Bacharelado em Humanidades, sendo obrigatória na transição deste para a Licenciatura em Geografia. Por seus conteúdos básicos destoarem, até então, dos habitualmente aprendidos num curso de Humanidades, a climatologia apresenta uma resistência inicial por parte do corpo discente, que estimula receios, antecipa dificuldades e aumenta a retenção acadêmica, a qual pode potencializar a evasão ou reopção de curso profissionalizante. Por isto, o objetivo deste artigo é revisar o processo de ensino-aprendizagem na área da Climatologia Geográfica e recomendar ações didáticas capazes de dinamizá-lo e, assim, desenvolvê-lo com êxito. Durante sete períodos letivos (do 2014/2 ao 2017/2), o planejamento da unidade curricular passou por contínuas mudanças, fundamentadas na autorreflexão docente a partir de uma vasta bibliografia de Didática, que pôde agregar experiências diretas com as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (por exemplo, circulação atmosférica interativa, previsões instantâneas do tempo, animações audiovisuais por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem), instrumentos meteorológicos, trabalhos de campo e gráficos de análise rítmica. Aliados à busca por métodos criativos, inovadores e participativos, esses recursos possuíam a finalidade de reduzir a abstração dos conteúdos previstos e, também, contextualizar temporo-espacialmente cada indivíduo com o cotidiano, a fim de produzir sentidos particulares na educação. Do semestre inicial ao final já mencionados, os dados registrados sintetizam, de modo geral, a melhoria progressiva na situação das turmas e sustentam parte dos resultados alcançados: retenção por nota de 33,3% a zero; retenção por nota e frequência de 56,7% a 25%; e aprovação de 10% a 75%. E para além disso, as avaliações institucionais e informais a respeito da BHU416 têm demonstrado maior interesse dos discentes nas temáticas climáticas e, também, desfeito a demasiada ansiedade concebida antes mesmo do momento da matrícula.

Palavras-chave


didática, retenção acadêmica, Climatologia Geográfica, práticas contextualizadas, Minas Gerais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v1i0.61034

Direitos autorais 2018 Pacelli Henrique Martins Teodoro