Open Journal Systems

OCORRÊNCIAS DE ALAGAMENTOS, ENXURRADAS E INUNDAÇÕES E A VARIABILIDADE PLUVIOMÉTRICA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO IGUAÇU

Nathan Felipe da Silva Caldana, George Mitsuo Yada Junior, Denis Anderson Vieira de Moura, Angela Beatriz Ferreira da Costa, Paulo Henrique Caramori

Resumo


As condições de tempo e clima são essenciais para a agricultura e o desenvolvimento da sociedade, entretanto, sua dinamicidade pouco compreendida pode comprometer algumas atividades humanas. Estudos a respeito da variabilidade da precipitação são fundamentais para o planejamento e tomada de decisão para atividades agrícolas e atividades urbanas. A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) possui um grande contingente populacional com grande vulnerabilidade a eventos climáticos extremos, além disso, o médio e baixo Iguaçu são importantes áreas agrícolas do estado, sendo necessários estudos que auxiliem para o planejamento na região. Dessa forma, objetivou-se analisar a variabilidade pluviométrica mensal, sazonal e anual e a distribuição das ocorrências de alagamentos, enxurradas e inundações na bacia hidrográfica do Rio Iguaçu. O recorte temporal utilizado para a análise climática foi de 1977 a 2017. Utilizou-se dados de 78 estações meteorológicas ou pluviométricas distribuídas na área da bacia, além de dados por município de ocorrência de alagamentos, enxurradas ou inundações. Para a análise da precipitação utilizou-se mapa de isoietas e a estatística do box plot e para espacialização das ocorrências dos desastres foram criados mapas temáticos. Identificou-se grande variabilidade regional, anual, sazonal e mensal da precipitação na bacia. Ocorreram 861 casos de alagamentos, enxurradas ou inundações com 872 mil pessoas afetadas em 18 anos de análise.

Palavras-chave


vulnerabilidade, risco climático, eventos extremos.

Texto completo:

PDF