ANÁLISE DOS FOCOS DE QUEIMADAS E SEUS IMPACTOS NO MARANHÃO DURANTE EVENTOS DE ESTIAGEM NO PERÍODO DE 1988 A 2016

Denilson da Silva Bezerra Bezerra, Brunna Caroline Correia Dias, Leonardo Henrique De Sá Rodrigues, Raoni Blom Tomaz, André Luis Silva dos Santos, Celso Henrique Leite Silva Junior

Resumo


O Maranhão é um estado que se localiza entre o bioma amazônico e o semiárido nordestino e devido sua posição geográfica recebe influência desses dois biomas, dando ênfase as áreas secas do semiárido nordestino é possível observar a grande vulnerabilidade do estado aos focos de calor, correspondente aos fatores climatológicos predominantes desta região.O objetivo do presente artigo é evidenciar a vulnerabilidade do Maranhão a focos de queimadas decorrentes de eventos de secas/estiagem no período de 1998 a 2016. O procedimento metodológico adotado consistiu em uma revisão bibliográfica e de busca de dados/informações em instituições que atuam direta e/ou indiretamente com a temática. Os resultados obtidos demonstram dois grandes setores diretamente afetados pela vulnerabilidade do estado aos focos de calor, no âmbito dos impactos socioambientais temos como consequência uma grande perda da biodiversidade, e tendo o mês de agosto de 2012 como o mês de maior índice de focos de calor totalizando 10.392 focos registrados, já nos impactos socioeconômicos destacam-se o total de 156 famílias atingidas e 207 municípios em estado de emergência, contabilizandoum total de 1.176.680 pessoas que foram direta ou indiretamente afetadas.Os impactos da seca no Maranhão são de natureza de dificuldade de acesso à água, perdas na agropecuária, perdas de bens matérias, risco à vida humana e perdas de biodiversidade nos biomas e ecossistemas maranhenses. Um impacto que merece destaque são os focos de calor, uma vez que os dados e pesquisas existentes indicam que sua ocorrência é modulada por eventos de secas.

 


Palavras-chave


Focos de Calor; Maranhão; Impactos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v22i0.57337

Direitos autorais 2018 Denilson da Silva Bezerra Bezerra, Brunna Caroline Correia Dias, Leonardo Henrique De Sá Rodrigues, Raoni Blom Tomaz

Prezados leitores, informamos que a Revista Brasileira de Climatologia encontra-se disponível no seguinte endereço: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/rbclima