AVALIAÇÃO COMPARATIVA ENTRE METODOLOGIAS DE IDENTIFICAÇÃO DE SITUAÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO HUMANO APLICADO AO CONTEXTO TROPICAL, PRESIDENTE PRUDENTE/BRASIL

Karime Pechutti Fante, Vincent Dubreuil, João Lima Sant'anna Neto

Resumo


O presente artigo reúne uma avaliação comparativa de 6 diferentes índices de conforto e desconforto térmico aplicado a cidade Presidente Prudente/Brasil. A partir da análise dos índices de Wind Chill, Thom, índice de temperatura efetiva com vento, índice de temperatura resultante, diagrama de conforto térmico, e índice térmico subjetivo de Presidente Prudente foi contabilizado o número de dias com situações confortáveis e desconfortáveis nos períodos das 9h, 15h e 21h, entre os anos de 2005 a 2016, além de discutir as vantagens e desvantagens de utilização para cada técnica. Os índices demonstraram resultados diferentes a partir da metodologia empregada demonstrando pouco consenso entre as metodologias utilizadas atualmente em análises bioclimáticas. Os índices de Thom e o índice térmico subjetivo de Presidente Prudente apresentaram, sobretudo, resultados considerados “confortáveis” na maior parte dos dias analisados; os índices de Wind Chill, temperatura resultante e temperatura efetiva com vento, cada qual com seu método de classificação, representaram a maior quantidade de situações de “desconforto térmico ao calor”, “quente” e “quente moderado” principalmente nos horários das 15h e 21h; e, por fim, com a avaliação do diagrama de conforto, foi observado um problema metodológico especialmente para dados com valores extremos de umidade, que acabam por mascarar as condições térmicas extremas, importantes para análises de conforto térmico.


Palavras-chave


conforto térmico; índices de conforto; Presidente Prudente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v21i0.53839

Direitos autorais 2017 Karime Pechutti Fante, Vincent Dubreuil, João Lima Sant'anna Neto