Open Journal Systems

O USO DA ESTATÍSTICA PARA REGIONALIZAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO NO ESTADO DO PARÁ, BRASIL

Franciani Pantoja Menezes, Lindemberg Lima Fernandes, Edson José Paulino da Rocha

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar regiões pluviometricamente homogêneas de precipitação no Estado do Pará, classificando os locais mais similares, com base em uma série de observações pluviométricas mensais. A distribuição da precipitação sobre o estado é caracterizada pela alta variabilidade espacial e temporal, predominantemente do tipo convectivas. Neste estudo foram utilizadas médias mensais de precipitação de 66 estações meteorológicas, no período de 1982 a 2011, obtidas na rede hidrometeorológica da Agência Nacional de Águas (ANA). A delimitação das regiões pluviometricamente homogêneas foi feita através da aplicação da análise de agrupamento hierárquica. Esta análise mostrou que o Pará pode ser dividido, quanto à precipitação, em três regiões pluviometricamente homogêneas distribuídas em faixas zonais de sul para o norte. Quanto à sazonalidade nas regiões definidas, foi observada que a região 1 (R1) destacou-se pela elevada precipitação mensal, em fevereiro, março e abril, sendo a área de maior pluviosidade do Estado. Os resultados mostram a relação das zonas homogêneas com a marcha sazonal do cavado tropical, indicando que o principal sistema convectivo que regula as chuvas do Estado do Pará é a  Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Palavras-chave


Precipitação. Regiões Homogêneas. Sazonalidade. Estado do Pará

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v16i0.40023