INFLUÊNCIA DAS CONDIÇÕES DO SOLO NA CLIMATOLOGIA DA PREVISÃO SAZONAL DO MODELO ETA

Nicole Resende, Sin Chan Chou

Resumo


Modelos numéricos têm importante papel na previsão de tempo e clima, amparando assim as tomadas de decisões em diversos setores. O aprimoramento destes modelos pode ser feito a partir de parametrizações de processos de superfície, como o balanço de umidade do solo. Esse balanço é obtido a partir de parâmetros hidrológicos definidos para cada tipo de solo, e pela umidade inicial inserida no modelo. O objetivo desse trabalho é estudar a influência das condições iniciais do solo e do tipo de solo na previsão sazonal do modelo Eta. São realizados dois experimentos (ETA1 e ETA2) a partir de integrações do modelo Eta, com 4 meses e meio de integração e utilizando reanálises como condições inicial e de contorno. O período analisado são as estações secas e chuvosas no Brasil, entre 1979 e 2012. ETA1 foi realizado como uma simulação controle, com umidade inicial do solo climatológica e nove tipos de solo. Em ETA2, utilizou-se umidade inicial do solo calculada e 26 tipos de solo. Para analisar a climatologia simulada, dados de reanálises permitiram a avaliação dos erros de algumas variáveis do modelo. A partir da análise dos experimentos, conclui-se que o modelo Eta manifesta sensibilidade a alterações no solo quando diferentes condições de solo são utilizadas na integração do modelo. ETA2 simula temperaturas sistematicamente mais baixas e precipitação mais acurada em algumas regiões do Brasil.

Palavras-chave


Modelo Eta, condições do solo, reanálises, precipitação, temperatura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v15i0.37366

Direitos autorais

Prezados leitores, informamos que a Revista Brasileira de Climatologia encontra-se disponível no seguinte endereço: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/rbclima