CONTRIBUIÇÃO AO ZONEAMENTO AMBIENTAL DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DO RIBEIRÃO CALIXTO E RIBEIRÃO CLARO, NA LAPA - PARANÁ

LIA MÁRCIA KUGERATSKI DE SOUZA MARIN

Resumo



O presente estudo visa a contribuir para o zoneamento
ambiental das bacias hidrográficas do Ribeirão
Calixto e Ribeirão Claro, no município da Lapa, estado
do Paraná, a partir de levantamento in loco, buscando
analisar a situação da área por meio da utilização de
técnicas de sensoriamento remoto e sistemas de informações
geográficas, as quais favorecem a criação de
uma base de dados integrados necessária ao planejamento
e gestão ambiental. Tem como objetivos específicos:
utilizar recursos de sensoriamento remoto e
geoproces-samento para caracterizar, quantificar e analisar
os principais componentes da paisagem da área de
estudo, constituindo uma base cartográfica digital sobre
aspectos abióticos, bióticos e antrópicos; integrar aspectos
naturais e antrópicos para qualificar, quantificar e
avaliar a adequabilidade da presença humana nesta paisagem,
do ponto de vista legal, ambiental e humano;
subsidiar a determinação de diretrizes para sua gestão,
conciliando desenvolvimento econômico e proteção dos
recursos naturais, com base nas informações coletadas.
Assim, foi gerada uma base cartográfica digital sobre os
diversos componentes naturais e artificiais de uma paisagem
complexa na qual são desenvolvidas atividades
agrossilvopastoris, urbanas, turísticas e de preservação
ambiental. Neste contexto, considera-se que bacias
hidrográficas constituem a compartimentação territorial
mais adequada para o gerenciamento das atividades ligadas
ao uso das terras, tornando-se ainda mais importantes
quando se contempla o gerenciamento de recursos
hídricos, sejam eles superficiais ou subterrâneos.
Assim emerge a importância de compreender melhor a
paisagem visando adequar seus múltiplos usos, gerar
informações e diretrizes em termos de gestão. Isto possibilita
o levantamento de procedimentos para a recuperação
ambiental das bacias em estudo. Torna-se também
evidente a importância do gerenciamento dos recursos
naturais sob o prisma da sustentabilidade. Finalmente,
são propostas futuras ações para complementar este
estudo, as quais podem contribuir para o desenvolvimento
sustentável para municípios.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v52i0.4210

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR