O APROVEITAMENTO DE AREIA NA REGIÃO DO ALTO CURSO DO RIO IGUAÇU/PR: ASPECTOS GEOLÓGICOS, ECONÔMICOS E AMBIENTAIS

FÁBIO MARCELO MAGALHÃES

Resumo



O propósito da pesquisa que resultou na elaboração
desta dissertação de mestrado enfocou a caracterização
dos principais depósitos de areia da região do alto
curso do rio Iguaçu, a identificação das diferentes
litologias que atuaram como área fonte dos sedimentos
que constituem os depósitos e o levantamento dos empreendimentos
de mineração. Neste estudo, foram analisados
os equipamentos, a infra-estrutura e os métodos
utilizados para a lavra e beneficiamento de areia, incluindo
um levantamento da produção deste bem mineral e
sua importância econômica para o estado do Paraná. A
área estudada encontra-se no Primeiro Planalto ou Planalto
de Curitiba, localizado entre a Escarpa Devoniana
e a Serra do Mar, composto por rochas do embasamento
Pré-Cambriano, entre elas os gnaisses, quartzitos, xistos,
filitos, mármores calcíticos e dolomíticos. Estas rochas
são cortadas por diques de diabásio e intrudidas por corpos
ígneos alcalinos do Cretáceo, sendo que, na região
de Curitiba, estão cobertas pela Bacia Sedimentar de
Curitiba, de Idade Terciário - Quaternária. O domínio de
rochas areníticas da Formação Itararé assenta-se sobre
o embasamento cristalino e os depósitos recentes encontram-se na planície aluvial dos maiores canais de
drenagem, principalmente no rio Iguaçu. A atividade de
explotação de sedimentos para emprego direto na construção
civil da Região Metropolitana de Curitiba desenvolve-se no terraço fluvial do rio Iguaçu, municípios de
Lapa a Balsa Nova, sendo realizada em cava seca, onde
os depósitos recentes são explotados e os materiais
são transportados para seleção em peneiras. A
metodologia utilizada para o presente estudo consiste
em cinco etapas principais: levantamento bibliográfico,
trabalhos de campo, atividades de laboratório, tratamento
e interpretação dos dados obtidos e redação da dissertação
de mestrado. O estudo do aproveitamento do
insumo mineral areia reveste-se de grande relevância
para a Região Metropolitana de Curitiba, considerando-se
principalmente a dinamização do setor da construção
civil. A pesquisa possibilitou estabelecer as relações
entre mineração e o meio ambiente na região do
alto curso do rio Iguaçu. Estas informações servirão
como subsídios para o planejamento das atividades de
pesquisa mineral com parâmetros atualizados, nesta
importante área de produção de areia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v52i0.4208

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR