LEVANTAMENTO DE ÁREAS DE RISCO A PARTIR DA DINÂMICA GEOAMBIENTAL DAS ENCOSTAS DA SERRA DO MAR NO PARANÁ

FABRÍZIA GIOPPO NUNES

Resumo



O presente trabalho consiste na aplicação de um
modelo matemático acoplado à utilização de técnicas
de mapeamento temático em ambiente SIG, objetivando
desenvolver uma metodologia voltada ao estudo dos fatores
de segurança na estabilidade de encostas. Este
modelo matemático, estruturado na distribuição das forcas
atuantes em uma vertente infinita, leva em conta a
influência da vegetação sobre as encostas, e os índices
físicos e as propriedades mecânicas de cada unidade de
solos. Os índices físicos e as propriedades mecânicas
dos solos, bem como o papel da vegetação na estabilidade
das encostas, permitiram a quantificação dos riscos
de escorregamento para cada unidade de solo analisada.
Como um primeiro resultado, apresenta-se a criação
de um banco de dados digital, contendo informações
preliminares das características do terreno, através
da confecção de cartas temáticas tais como: topográfica,
geológica, declividade e de uso e ocupação do solo
dos anos de 1953, 1986 e 1999. Todas essas cartas foram transferidas para meio digital, permitindo as suas
interpolações em ambiente SIG. Para os cálculos dos fatores
de segurança das vertentes, foram considerados
como atributos: a inclinação das encostas e as propriedades
mecânicas dos solos, com a presença de água
(solo saturado); a influência da cobertura vegetal (peso
das árvores e sistema solo-raiz) e a força do vento atuando
nas copas das árvores. As propriedades físicas e mecânicas
dos solos (ângulo de atrito interno e coesão)
foram determinadas pelo método de retroanálise desenvolvido
por Lopes (1995). O método envolveu inicialmente
a foto interpretação de cicatrizes de escorregamentos,
para a elaboração de perfis topográficos, que determinaram
os pares de altura/ângulo de taludes limites. Como
resultado final, apresenta-se uma metodologia que possibilita
o mapeamento dos diferentes graus de riscos ao
escorregamento, a partir da interpolação em geoprocessamento
das cartas temáticas com os dados obtidos
pelas equações de fator de segurança.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v52i0.4204

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR