CARACTERIZAÇÃO DOS ESTROMATÓLITOS DA FORMAÇÃO CAPIRU (PROTEROZÓICO) NAS REGIÕES DE MORRO AZUL E MORRO GRANDE: LESTE DO PARANÁ

Sandra B. Guimarães, José Manoel dos Reis Neto, Rossano B. L. Siqueira

Resumo



As regiões de Morro Azul e de Morro Grande no leste do Paraná abrigam exposições de estromatólitos,
compostos por formas colunares e esteiras microbianas na Formação Capiru do Grupo Açungui de idade
Proterozóica. Estes estromatólitos estão associados a metadolomitos e indicam provável controle microbiano
na geração de dois diferentes grupos: a) esteiras microbianas na região de Morro Azul e b) estromatólitos
colunares na região de Morro Grande. Os estromatólitos colunares possuem até 35 cm de altura por 15 cm
de diâmetro, ocorrem em colunas simples ou ramificadas, geralmente associadas a estruturas sedimentares
plano-paralelas e a marcas de onda. Em planta, os estromatólitos são elipsoidais a circulares, onde a
laminação interna se apresenta de ondulada a moderadamente convexa. As esteiras microbianas são
compostas de uma sucessão de lâminas finas associadas a estruturas características de exposição
subaérea como tepees e gretas de contração. As características morfológicas das estruturas estromatolíticas,
associadas às estruturas sedimentares observadas nas diferentes litofácies, permitem caracterizar distintos
ambientes de plataforma para as duas regiões: para a de Morro Azul, um ambiente de supramaré;
enquanto para a de Morro Grande, um ambiente variando de entremarés a inframaré.

CHARACTERIZATION OF STROMATOLITES IN THE CAPIRU FORMATION (PROTEROZOIC) IN THE MORRO AZUL AND MORRO GRANDE REGIONS: EASTERN PARANÁ

Abstract


The Morro Azul (região de Morro Azul) and the Morro Grande (região de Morro Grande) regions in
eastern Paraná contain columnar stromatolites and microbial mats in the Capiru Formation of the Açungui
Group of Proterozoic age. These structures are associated with metadolomites, indicating probable microbial
control in the formation of two different groups of stromatolites: a) columnar stromatolites in região de Morro
Grande and b) microbial mats in the região de Morro Azul. Columnar stromatolites reach up to 35 cm in height
and 15 cm in diameter as columns or branched generally associated with plane-parallel sedimentary structures
and wave marks. In cross-section, the stromatolites are elliptical to circular, and the lamination is wavey to
moderately convex. The microbial mats are composed of a succession of fine laminal associated with structures
characteristic of subaerial exposure, such as tepees and mud cracks. The morphlogic features of the
stromatolites and the observed sedimentary structures in the different lithofacies suggest distinct shelf
environments for the two regions: for região de Morro Azul, a supratidal facies, while in the região de Morro
Grande, an environment varying from intertidal to infratidal.


Palavras-chave


estromatólitos; esteiras microbianas; metadolomitos; ambiente plataformal; Formação Capiru e Proterozóico. Key-words: stromatolites; microbial mats; metadolomites; shelf environment,; Capiru Formation and Proterozoic.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v51i0.4172

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR