ORGANIZAÇÃO TERRITORIAL: ELABORAÇÃO DE MAPAS DE RISCO DE EROSÃO HÍDRICA E APLICAÇÃO DE PARÂMETROS MORFOLÓGICOS

Edgardo Navarro

Resumo


A área de estudo abrange 105.803 ha, dentro dos limites da Reserva Natural Protegida de Auca
Mahuida, no leste-nordeste de Neuquén, Argentina. O clima extremadamente árido e solos de perfil pouco
evoluído tornam frágil a paisagem da zona, condição que se intensifica pelas atividades de extração que nela
se apresentam. Em particular, o desenvolvimento de linhas sísmicas de exploração petroleira gera a eliminação
da cobertura superficial, representando setores potenciais desencadeadores de processos de erosão.
Estabeleceu-se um espaço delimitado pelo risco de erosão hídrica tendo em conta declive e características
do solo, os quais foram agregados por contexto fisiológico, cobertura vegetal e porcentagem do solo
despido. Estes fatores foram definidos a partir da análise de figuras aerofotográficas e multiespectrais,
cartográficas, observação direta da paisagem e dados de campo. Para as unidades de inclinação do terreno,
a análise da densidade da drenagem, cujo valor guarda uma relação direta com a graduação do terreno,
resultou um complemento importante da cartografia. As categorias finais, estabelecidas como ótima, aceitável
e mínima, representam setores do terreno sujeitos, de forma decrescente, aos processos erosivos. A
demarcação realizada abrange 21.372 hectares (20,2%) incluídos na categoria ótima, 18.832 hectares (17,8%)
na categoria aceitável e 65.598 hectares (62,0%) na categoria mínima. A distribuição das terras assim
definidas proporcionou uma informação básica no momento de aplicar políticas de organização territorial
dentro do setor.

Palavras-chave


organização territorial; risco de erosão; densidade da drenagem; Auca Mahuida; Província de Neuquén; land-use planning; hidric erosion hazard; drainage density; Auca Mahuida; Argentina

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v58i0.10712

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR