A INCIDÊNCIA DO PROCESSO DE DESINDUSTRIALIZAÇÃO NOS ESTADOS BRASILEIROS

Marisa dos Reis A. Botelho, Graciele de Fátima Sousa, Ana Paula M. de Avellar

Resumo


Os processos de desindustrialização têm sido objeto de intenso debate acadêmico nos últimos anos. Parte-se do ponto de vista de que há sinais inequívocos de um processo de desindustrialização na economia brasileira. Entretanto, em função do tamanho do país e de suas significativas desigualdades regionais, o processo de desindustrialização não se apresenta de modo uniforme em todas as regiões brasileiras. O objetivo central do artigo é apresentar as evidências do processo de desindustrialização por meio da ótica regional, apresentando dados recentes da produção e inserção externa. Por meio de indicadores de evolução do PIB industrial, emprego, produtividade, densidade industrial e inserção externa pode-se concluir que a incidência do processo de desindustrialização nos estados e regiões brasileiras não foi suficiente para alterar, de forma significativa, a forte concentração da indústria no Sul-Sudeste do país.


Palavras-chave


Desindustrialização; Desigualdades regionais; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v42i3.45716

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | ERIH PLUS | EZB | Genamics | Google Scholar | ISSNJournal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Sherpa Romeo | Socol@r | Sumários | World Wide Science