Tendências da alimentação contemporânea: percurso e elementos para uma agenda de pesquisa

Renata Menasche

Resumo


Em um quadro em que o tema alimentação vem tendo sua presença amplificada em diferentes espaços sociais – também na academia, com a consolidação dos Food Studies – e no processo de formulação de uma agenda de pesquisa voltada à reflexão sobre as tendências da alimentação contemporânea, particularmente no que se refere ao lugar dos alimentos locais, artesanais, tradicionais e aos apelos de ruralidade, naturalidade e saudabilidade, este texto se propõe a revisitar algumas das pesquisas conduzidas, ao longo da última década, no âmbito do Grupo de Estudos e Pesquisas em Alimentação, Consumo e Cultura (GEPAC).

Palavras-chave


Antropologia da Alimentação; cultura alimentar; relações cidade-campo; consumo

Texto completo:

PDF

Referências


BAILEY, Frederick George. 1971. Gifts and Poison. Oxford: Blackwell.

BEBER, Ana Maria Costa. 2012. Turismo Rural, Modos de Vida em Mudança e Percepções do Rural: um Estudo a partir das Práticas Alimentares de Famílias Rurais em Contexto de Interação com Turistas. 261f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

BENEMANN, Nicole Weber. 2017. Histórias de Cozinha: uma Etnografia Gastronômica. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

CANCLINI, Néstor García. 1997. Consumidores e Cidadãos: Conflitos Multiculturais da Globalização. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ.

CAZES-VALETTE, Geneviève. 1997. "La Vache Folle". Internationale de l'imaginaire: Nouvelle Série, 7: 205-233.

CEOLIN, Teila. 2016. Sistema de Cuidado à Saúde entre Famílias Rurais ao Sul do Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado em Enfermagem), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

CERTEAU, Michel de, 2012. A Invenção do Cotidiano, v. 1. Artes de Fazer. Petrópolis: Vozes.

CONTRERAS HERNÁNDEZ, Jesús. 2005. "Patrimônio e Globalização: o Caso das Culturas Alimentares". In: A.M. Canesqui; R.W.D. Garcia (org.), Antropologia e Nutrição: um Diálogo Possível. Rio de Janeiro: Fiocruz. pp. 129-145.

CRUZ, Fabiana Thomé da. 2012. Produtores, Consumidores e Valorização de Produtos Tradicionais: um Estudo sobre Qualidade de Alimentos a partir do Caso do Queijo Serrano dos Campos de Cima da Serra - RS. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

ELESBÃO, Tatiana Neis. 2018. Intolerância à Lactose não é Frescura: um Estudo Antropológico sobre Restrições Alimentares. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

FISCHLER, Claude. 1979. "Présentation". Communications, 31: 1-3. https://doi.org/10.3406/comm.1979.1464

FISCHLER, Claude. 1993. L'homnivore: le Goût, la Cuisine et le Corps. Paris: Odile Jacob.

GARINE, Igor de. 1987. "Alimentação, Culturas e Sociedades". O Correio da Unesco, 15(7): 4-7.

GARINE, Igor de. 2001. "Views about Food Prejudice and Stereotypes". Social Science Information, 40(3): 487-507. https://doi.org/10.1177/053901801040003006

GOMES, Laura Graziela; BARBOSA, Livia. 2004. "Culinária de Papel". Estudos Históricos, 1(33): 3-23. https://doi.org/10.22409/re.v1i1.68

HIRDES, Lidiane da Silva. 2016. O Caderninho de Receitas Está nas Nuvens: um Estudo On e Off-lineSobre Práticas Alimentares Veganas. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

KRONE, Evander Eloí. 2006. Práticas e Saberes em Movimento: a História da Produção Artesanal do Queijo Serrano entre Pecuaristas Familiares do Município de Bom Jesus (RS). Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural e Gestão Agroindustrial), Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Encantado.

KRONE, Evander Eloí. 2009. Identidade e Cultura nos Campos de Cima da Serra (RS): Práticas, Saberes e Modos de Vida de Pecuaristas FamiliaresProdutores do Queijo Serrano. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. https://doi.org/10.5216/ag.v4i2.9908

KRONE, Evander Eloí. 2014. Comida, Memória e Patrimônio Cultural: a Construção da Pomeraneidade no Extremo Sul do Brasil. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

MACHADO, Carmen Janaina Batista. 2011. Comida, Simbolismo e Identidade: um Olhar sobre a Constituição da Italianidade nas Colônias Maciel e São Manoel - Pelotas (RS). Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

MACHADO, Carmen Janaina Batista. 2014. "Aqui até o Arado é Diferente": Transformações no Fazer Agricultura e em Hábitos Alimentares entre Famílias Assentadas - um Estudo Realizado no Assentamento União, Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

MENASCHE, Renata (org.). 2007. A Agricultura Familiar à Mesa: Saberes e Práticas da Alimentação no Vale do Taquari. Porto Alegre: Ed. UFRGS.

MENASCHE, Renata. 2010. "Campo e Cidade, Comida e Imaginário: Percepções do Rural à Mesa". Ruris, 3(2): 195-218.

MENASCHE, Renata. 2013. "Cuando la Comida se Convierte en Patrimonio: Puntualizando la Discusión". In: J.L.M. Calderón (org.), Patrimonio Inmaterial, Museos y Sociedad. Balances y Perspectivas de Futuro. Madrid: Ministerio de Educación, Cultura y Deporte de España. pp. 180-187.

MENASCHE, Renata (org.). 2015. Saberes e Sabores da Colônia: Alimentação e Cultura como Abordagem para o Estudo do Rural. Porto Alegre: Ed. UFRGS.

MILLÁN, Amado. 2002. "Malo para Comer, Bueno para Pensar: Crisis en la Cadena Socioalimentaria". In: M. Gracia Arnaiz (coord.). Somos lo que Comemos: Estudios de Alimentación y Cultura em España. Barcelona: Ariel. pp. 277-296.

MINTZ, Sidney. 2001. "Comida e Antropologia: uma Breve Revisão". Revista Brasileira de Ciências Sociais, 16(47): 31-41. https://doi.org/10.1590/S0102-69092001000300002

MINTZ, Sidney. 2003. "Remembrance of Repasts: an Anthropology of Food and Memory". American Ethnologist, 30(3): 474-475. https://doi.org/10.1525/ae.2003.30.3.474

MIRASSE, Jone Januário. 2010. O Consumo da Batata Doce de Polpa Alaranjada entre Famílias Rurais do Nordeste de Moçambique: um Estudo sobre Percepções de Comida e Segurança Alimentar na Província de Nampula. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

PAXSON, Heather. 2012. The Life of Cheese: Crafting Food and Value in America. Berkeley: University of California Press. https://doi.org/10.1525/california/9780520270176.001.0001

RAMOS, Camila Irigonhé. 2015. Frutas, Legumes e Verduras nas Feiras-Livres de Pelotas e sua Contribuição na Segurança Alimentar e Nutricional. Dissertação (Mestrado em Nutrição e Alimentos, Universidade Federal de Pelotas.

RAMOS, Mariana Oliveira. 2007. A "Comida da Roça" Ontem e Hoje: um Estudo Etnográfico dos Saberes e Práticas Alimentares de Agricultores de Maquiné (RS). Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

RAU, Raquel. 2016. Modos de Comer, Modos de Viver: um Olhar sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar e suas Interfaces com a Cultura e o Desenvolvimento Local a partir de Famílias Rurais Pomeranas de São Lourenço do Sul. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

RODRIGUES, Carolina Vergara. 2012. Mulheres Negras em Movimento: Trajetórias Militantes, Negritude e Comida no Sul do Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade Federal de Pelotas.

RONCATO, Murilo. 2017. "Como a Comida Descartada no Rock in Rio Pôs as Normas de Controle Alimentar em Debate". Nexo. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/09/18/ Como-a-comida-descartada-no-Rock-in-Rio-p%C3%B4s-as-normas-de-controle-alimentar-em-debate. Acesso em: 29 jul 2018.

SCHNEIDER, Maurício Dias. 2013. Entre a Agroecologia e a Fumicultura: uma Etnografia sobre Trabalho na Terra, Cosmologias e Pertencimentos entre Camponeses Pomeranos. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas. https://doi.org/10.4000/etnografica.3855

SEYFERTH, Giralda. 1994. "A Identidade Teuto-Brasileira numa Perspectiva Histórica". In: MAUCH, Cláudia; VASCONCELLOS, Naira (org.), Os Alemães no Sul do Brasil. Canoas: ULBRA. pp. 11-28.

SGARBI SANTOS, Jaqueline. 2014. Dilemas e Desafios na Valorização de Produtos Alimentares Tradicionais no Brasil: um Estudo a partir do Queijo do Serro, em Minas Gerais, e do Queijo Serrano, no Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado em Agronomia), Universidade Federal de Pelotas.

WEDIG, Josiane Carine. 2009. Agricultoras e Agricultores à Mesa: um Estudo sobre Campesinato e Gênero a partir da Antropologia da Alimentação. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

WILLE, Danielle Neugebauer. 2014. No Supermercado, "o Segredo é o Carinho": um Estudo sobre Consumo a partir do Rural, Caseiro e Natural em Embalagens de Alimentos. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universidade Federal de Pelotas.

ZANETTI, Cândida. 2010. Sabores e Saberes: Hábitos e Práticas Alimentares entre Famílias Rurais Descendentes de Imigrantes Italianos na Região do Vale do Taquari/RS. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cra.v19i2.64921

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM