Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento é uma publicação periódica do Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação, da Universidade Federal do Paraná.

Objetivos:

Privilegiar e divulgar, de forma livre e gratuita, resultados de pesquisa interdisciplinares relacionados às áreas de Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação e do Conhecimento.

Contribuir para a visibilidade dos jovens pesquisadores que encontram dificuldades em sua primeira publicação nas áreas de Gestão da Informação e do Conhecimento.

Abordagem do periódico:

Consideram-se como Novas Práticas em Informação e Conhecimento abordagens inovadoras e interdisciplinares nas (e entre as) áreas de Gestão da Informação e do Conhecimento.

Escopo/temáticas de interesse:

  • Estudos qualitativos e quantitativos orientados aos dados, à informação e ao conhecimento;
  • Empreendedorismo na área de informação e conhecimento (produtos, serviços, atividades e negócios digitais);
  • Dado, informação e conhecimento e o processo de tomada de decisão;
  • Gestão de dados informação e do conhecimento em organizações públicas, privadas ou de terceiro setor;
  • Política e governança de dados, informações e do conhecimento;
  • Recursos humanos especializados em dados, informação e conhecimento;
  • Dimensões estratégicas, gerenciais e operacionais do ciclo de dados, de informação e do conhecimento;
  • Tecnologias aplicadas aos dados, a sistemas, produtos e serviços de informação e de conhecimento (inteligência artificial, mineração de dados, big data, social mining, machine learning, internet of things, web semântica, linked data);
  • Contexto legal, regulação e gestão da informação (Lei de Acesso à Informação; Lei Geral de Proteção de Dados; neutralidade da Rede);
  • Gestão da informação no campo científico;
  • Gestão da informação legal;
  • Aprendizagem, informação e estratégia interdisciplinares aplicadas à educação (oferta de formação, abordagem legal e ética de uso dados educacionais e a aplicação de ferramentas de análise de aprendizagem e suas implementações);
  • Ciência aberta (acesso aberto, dados científicos, gestão de dados científicos, métricas alternativas, ciência cidadã, educação aberta, inovação aberta, pesquisa aberta reprodutível, revisão por pares aberta);
  • Cibercultura, redes sociais digitais, competências midiáticas e informacionais;
  • Dados abertos, transparência, plataformas de participação e smart cities;
  • Economia da informação e do conhecimento;
  • Engenharia da informação e do conhecimento;
  • Marketing de produtos e serviços de informação e de conhecimento;
  • Organização do conhecimento (análise de domínio, estudos epistemológicos e críticos, ontologia, sistemas de organização do conhecimento, taxonomia, web semântica).

 

Políticas de Seção

Expediente

listagem dos colaboradores da Revista, incluindo avaliadores ad hoc. Para os avaliadores, o expediente do n.2 incluirá todos aqueles que participaram do processo no referido ano.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Orientações:
1) elaboração: Editor Gerente e/ou Editor de seção e/ou Membro do Conselho Editorial e/ou convidado;
2) conteúdo: oferecer ao leitor um panorama dos artigos, entrevistas e outro(s) material(is) incluído(s), destacando sua relevância tanto na linha editorial da Revista como na área de informação e conhecimento como um todo;
3) extensão: preferencialmente uma página.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

O processo relativo às entrevistas respeita a seguinte orientação:
1) entrevistado: convite a pesquisadores reconhecidos pelo trabalho com metodologias, técnicas ou, ainda, temas inovadores de interesse para a área de informação e conhecimento;

2) definição: o Conselho Editorial da AtoZ definirá tais pesquisadores, considerando sugestões do próprio Conselho e eventuais sugestões de autores/leitores/colaboradores;

3) questões da entrevista:

(a) elaboradas pelo Conselho Editorial da AtoZ e, tanto quanto possível, baseadas em colaboração advinda de leitores e autores,
(b) orientadas para metodologias, conceitos, características, pontos fortes/fracos e/ou vantagens/desvantagens de determinados enfoques e outros aspectos de interesse para a construção do conhecimento nas áreas de interesse da AtoZ.

4) apensos: incorporar foto e mini-CV do entrevistado;

5) interação com leitores: seção de comentários aberta para usuário cadastrado, sem opção de postagem anônima.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Aceita submissão em fluxo contínuo de artigos relacionados a pesquisas que envolvam aspectos de informação e conhecimento e que demonstrem caráter inovador no enfoque e/ou na metodologia relacionados à linha editorial do periódico. Devem ter no mínimo 15 (quinze) e no máximo 20 (vinte) páginas, incluindo referências, apêndices e anexos. Template.

Editores
  • Paula Carina de Araújo
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Short Papers

Aceita contribuições derivadas de posteres, de resumos expandidos e pesquisas em andamento relacionados à linha editorial do periódico em fluxo contínuo. Máximo de 8 (oito) páginas. Template.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê temático: Artigo

Artigos científicos de pesquisas sobre dados, informação e conhecimento que possuam abordagens inovadoras e interdisciplinares relacionadas a um dos eixos do dossiê temático com tema central em "Serviços e produtos informacionais: experiências e reflexões sobre as possibilidades de mediar a informação"

As regras de submissão da revista podem ser encontradas no link: https://revistas.ufpr.br/atoz/about/submissions#authorGuidelines

Template

Editores
  • Paula Carina de Araújo
  • Gabriela Farias
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os manuscritos submetidos para as seções artigos e short paper serão avaliados da seguinte forma:

Etapa 1 – Desk Review

A Editora Chefe ou as Editoras Adjuntas farão a primeira avaliação do manuscrito com base nas diretrizes para autores, na política de ética e integridade da pesquisa, no foco e escopo da revista. Nesta etapa, os artigos serão escaneados por um software de similaridade (CopySpider). The articles will be scanned by a similarity software (CopySpider) in this step.

Etapa 2 – Blind Review

A revista adota o sistema de avaliação por pares double blind review e segue as seguintes diretrizes:

  • número mínimo de avaliadores: dois;
  • Em caso de controvérsia entre os avaliadores, o artigo é submetido a um terceiro avaliador.
  • tempo padrão para a conclusão de uma avaliação: primeira etapa (até 14 dias); segunda etapa (até 90 dias);
  • recrutamento de avaliadores: via convite (conforme sugestões do Conselho Editorial com base na Plataforma Lattes; e/ou via inscrição/cadastro e posterior avaliação pelo Conselho Editorial); preferencialmente com titulação mínima de Doutor.

Para manuscritos depositados em servidores de preprint será adotada a revisão por pares aberta.

Condições gerais de avaliação para artigos:

  • pesquisa orientada ao objetivo da Revista e suas áreas temáticas;
  • enfoque e/ou ambiente e/ou metodologia inovadora;
  • ter, entre os dois primeiros autores, pesquisadores em formação (recomendado);
  • definição inequívoca dos objetivos a serem alcançados ao final do estudo em pauta;
  • indicação do estágio de desenvolvimento da pesquisa (short papers);
  • atualidade da literatura de apoio no tema definido para estudo;
  • definição e aplicação apropriada de metodologia(s);
  • análise crítica dos fatos, opiniões e procedimentos relativos à(s) abordagem(ns);
  • discussão das evidências encontradas e suas implicações;
  • validade da premissa do estudo e dos argumentos que a sustentam;
  • estrutura clara e coerente;
  • alinhamento às normas de referência e citação vigentes;
  • alinhamento às orientações de submissão (incluindo a estrutura e os procedimentos para o preenchimento dos metadados).

A revista AtoZ está prospectando a revisão por pares aberta. Os autores são questionados sobre qual nível de abertura na revisão por pares estão de acordo. Da mesma forma, os avaliadores são questionados, por meio do formulário de avaliação, sobre qual nível de abertura na revisão por pares estão de acordo para as suas revisões.

 

Periodicidade

A AtoZ publica em fluxo contínuo e em um único volume desde 2022.

Os prazos indicados para as etapas de avaliação podem ser alterados por motivo de força maior, havendo comunicação ao autor responsável pela submissão.

 

Política de Acesso Livre

O copyright dos artigos e da entrevista pertence aos respectivos autores/entrevistados com cessão de direitos para a AtoZ no que diz respeito à inclusão do material publicado (revisado por pares/pós-print) em sistemas/ferramentas de indexação, agregadores ou curadores de conteúdo.

Os autores têm permissão e são encorajados a depositar seus artigos em páginas pessoais, repositórios e/ou portais institucionais antes (pré-print) e após (pós-print) a publicação na AtoZ. Solicita-se apenas que, quando possível, a referência bibliográfica (incluindo o link/URL do artigo) seja elaborada com base na publicação na AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento.

A AtoZ tem selo Diadorim Verde/IBICT.

Licença Creative Commons

Todo o conteúdo da Revista, exceto quando indicado, está sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Unported License.

Ao serem publicados por esta Revista, os artigos são de livre uso em ambientes educacionais, de pesquisa e não comerciais, com atribuição de autoria obrigatória.

A AtoZ não cobra qualquer tipo de taxa para submissão e/ou processamento e/ou publicação de artigos.

 

Plano de Marketing Científico

Com o objetivo de sistematizar as ações de divulgação da revista AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, disponibilizamos um plano de marketing geral da revista e outro específico para as ações na mídia social instagram.

Plano de Marketing

Plano de Marketing - Instagram

 

Política de Ética e Integridade da Pesquisa

A AtoZ declara seu compromisso com as práticas que prezam pela ética e integridade da pesquisa e espera o mesmo de todos os envolvidos no processo editorial: editores, avaliadores e autores.

Esta política segue as diretrizes de documentos nacionais e internacionais para assegurar a observância dos princípios de ética e integridade da pesquisa, a saber: Guia de boas práticas para o fortalecimento da ética na publicação científica do Programa SciELO, Diretrizes da 2nd World Conference on Research Integrity e o Guia para Editores do Committee on Publication Ethics (COPE).

Compromissos da Equipe Editorial

Confidencialidade – a equipe editorial se compromete em manter a confidencialidade de quaisquer informações relacionadas aos manuscritos submetidos à revista durante todo o processo editorial. Também deve ser mantido o anonimato dos autores, exceto para as publicações disponibilizadas como preprints.

Imparcialidade – os editores chefe e associados são os responsáveis pela avaliação dos manuscritos em desk review e também pela decisão sobre quais manuscritos devem ser publicados pela revista. Portanto, têm o compromisso de avaliarem e decidirem pela publicação ou não, a partir do que está previsto nas Política Editorial da revista, de forma imparcial. O Conselho Editorial pode ser consultado para auxiliar nas decisões que forem necessárias.

Os editores também devem ser imparciais na resolução de conflitos resultantes de denúncias sobre má conduta (Ex.: plágio, mau uso dos dados, atribuição de autoria indevida) no desenvolvimento da pesquisa de um manuscrito submetido ao periódico, tomando como base e fluxograma proposto pela COPE's Core Practices para a resolução do conflito.

Transparência - deve ser observada pela equipe editorial na elaboração, cumprimento das políticas da revista e condução de processos de verificação de denúncias sobre má conduta no desenvolvimento da pesquisa de um manuscrito submetido ao periódico.

Conflito de Interesse – a equipe editorial deve informar ao editor qualquer tipo de conflito de interesse potencial ou existente antes do aceite da avaliação ou durante o processo de avaliação. Se o conflito de interesse estiver relacionado ao editor chefe, este deve recusar a avaliação e repassar a atividade para os editores associados ou a um dos membros do Conselho Editorial.

Compromissos dos Avaliadores

Confidencialidade – baseia-se no compromisso de manter a confidencialidade de quaisquer informações relacionadas aos manuscritos atribuídos para a sua avaliação e parecer.

Imparcialidade – a avaliação do manuscrito deve levar em conta o mérito da pesquisa e a Política Editorial do periódico. A avaliação e decisão não devem ser influenciadas de forma positiva ou negativa por motivações profissionais, pessoais e/ou financeiras.

Transparência - se for identificado qualquer indício de má conduta (Ex.: plágio, mau uso dos métodos, fabricação e/ou falsificação de dados) na pesquisa que está sendo avaliada, cabe ao parecerista informar ao editor imediatamente. O avaliador também é o responsável por informar o editor quando não se sentir qualificado para avaliar um manuscrito por incompatibilidade temática.

Objetividade e Completeza – refere-se ao compromisso de apresentar pareceres objetivos e suficientemente justificados, de forma a subsidiar a decisão final do editor.

Pontualidade – o avaliador deve notificar imediatamente o editor em caso de impossibilidade para avaliar o manuscrito. E, ao aceitar a tarefa de emitir parecer sobre um manuscrito, é de responsabilidade do avaliador cumprir com os prazos estabelecidos pela revista.

Conflito de Interesse – o avaliador é responsável por informar ao editor qualquer tipo de conflito de interesse potencial ou existente antes do aceite da avaliação ou durante o processo de avaliação.

Recomendamos o curso on-line gratuito Focus on Peer Review da Nature para os avaliadores que desejam aprimorar seu conhecimento sobre esta atividade.

Compromissos dos Autores

Diretrizes para Autores – compreende o compromisso com a observância das normas gerais apresentadas nas Diretrizes para Autores, tendo em vista que, dessa forma, muitas questões relacionadas à má conduta na pesquisa são minimizadas.

Autoria – reconhecer como autores todos os contribuíram direta e significativamente para a concepção da pesquisa apresentada no manuscrito, que participaram da escrita e revisão crítica do manuscrito e assumem a responsabilidade pelas informações apresentadas. Os autores ainda têm o compromisso de declarar os papéis e responsabilidades de cada autor com base na CRediT – Contributor Role Taxonomy, conforme descrito nas Diretrizes para Autores.

Fontes de Informação - a observância da ética com relação às fontes de informação é fundamental para a garantia da integridade da pesquisa. Os autores são responsáveis por citar todas as fontes utilizadas na sua pesquisa de forma adequada, conforme as Diretrizes para Autores.

O autor deve certificar-se das apropriadas citações e identificação das fontes no uso de materiais de terceiros;

A revista AtoZ compreende o plágio como "[...] essencialmente uma questão ética que consiste no ato de tomar para si, de qualquer forma ou meio, uma obra intelectual de outra pessoa, apresentando-a como de sua autoria. [...] É a apropriação indevida de um texto, de uma música, de uma pintura ou de qualquer outra obra intelectual, nos quais o usurpador assume a autoria, omitindo deliberadamente os créditos para o autor original" (WACHOWSKI; COSTA, 2016, p.110)

Toda e qualquer suspeita de plágio ou outra má condura relacionada aos manuscritos submetidos à AtoZ será investigada seguindo o fluxograma proposto pela COPE's Core Practices.

Conflito de Interesse – todos os autores são responsáveis por informar ao editor qualquer tipo de conflito de interesse potencial ou existente quando da submissão do manuscrito e/ou durante o processo editorial.