Open Journal Systems

DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE POLIFENÓIS E DO POTENCIAL

Karina Bora, Obdulio Gomes Miguel, Claudia Alexandra Andrade, Antonio Otávio T. de Oliveira

Resumo


A Dicksonia sellowiana, planta típica da Mata Atlântica, é popularmente conhecida como xaxim ou samambaiaçú. O xaxim é utilizado para a fabricação de suportes para plantas ornamentais; também usado contra sarna, coceira no corpo e solitária pelos índios , e popularmente como fonte de fibras. Estudos revelam seu valor medicinal no sistema respiratório. Conhecendo-se a crescente busca por fitoterápicos com antioxidantes que combatem radicais livres, o presente trabalho teve como objetivo analisar o potencial antioxidante das frações hexano, diclorometano e acetato de etila e do extrato total de folhas de Dicksonia sellowiana, e verificar a concentração de polifenóis das mesmas. O doseamento de compostos fenólicos foi realizado pelo método de Folin-Ciocalteau, usando-se ácido gálico como padrão de composto fenólico. A atividade antioxidante foi determinada pelo ensaio de redução do complexo fosfomolibdênio, usando-se vitamina C e rutina como padrões de antioxidantes. A partir dos ensaios pode-se observar que tanto os valores de concentração de compostos fenólicos como os de atividade antioxidante são decrescentes na ordem: fração acetato de etila, fração diclorometano, extrato total e fração hexano. Este resultado demonstra que os polifenóis do xaxim contribuem significativamente para a atividade antioxidante, e, pelo fato destes estarem presentes em maior concentração na fração acetato de etila, esta apresenta o potencial antioxidante mais significativo, o qual pode vir a ser estudado no combate à radicais livres.
Palavras-chaves: Dicksonia sellowiana, compostos fenólicos, atividade antioxidante.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v6i2.6095