Open Journal Systems

AVALIAÇÃO ANTIBACTERIANA DO EXTRATO AQUOSO DA FOLHA DE Caryocar brasiliense CAMBESS. (CARYOCARACEAE).

Débora da Silva MACHADO, Samuel Geraldo Ferreira ABREU, Ludmila Oliveira LAMOUNIER, Daniel NEGREIROS

Resumo


A utilização da fitoterapia é comum desde os primórdios da humanidade. Pesquisadores se ocupam com pesquisas voltadas para o rastreamento fitoquímico de vegetais utilizados pela medicina fitoterápica. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o potencial antibacteriano do extrato aquoso da folha de Caryocar brasiliense frente aos microrganismos Enterococcus faecalis, Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa. Foram realizados testes com disco de difusão em ágar, logo após aferido o halo e comparado com padrões estabelecidos. O extrato aquoso da folha do C. brasiliense apresentou bioatividade inibitória somente sobre a bactéria S. aureus em concentração de 50g/mL, não demonstrando atividade sobre as demais bactérias, E. coli, E. faecalis e P. aeruginosa. A inibição provocada no crescimento de S. aureus foi classificada como uma inibição intermediária (i.e., halo maior que 12,5mm e menor que 17,5mm; p < 0,001).

Palavras-chave


Antibacteriano; Enterococcus faecalis; Escherichia coli; Fitoterapia; Pequi; Pseudomonas aeruginosa; Staphylococcus aureus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v19i1.57796