Open Journal Systems

Atividade inibitória do extrato em acetato de etila e hidro destilação de folhas e cascas de Drimys brasiliensis sobre a Candida albicans e sobre o Staphylococcus aureus

Durinézio José ALMEIDA, Danielle TRATZ, Guilherme Barroso Langoni de FREITAS, Welligton Luciano BRAGUINI

Resumo


Atualmente, cerca de 48% dos medicamentos empregados na terapêutica tem origem, direta ou indiretamente, de produtos naturais, especialmente de plantas. Dentre as plantas com alto potencial medicinal, se destaca a espécie Drymis brasiliensis. Extratos orgânicos e aquosos da espécie têm sido utilizados na medicina popular e em testes pré-clínicos para o tratamento e prevenção de diversas doenças. O presente trabalho teve como objetivo a avaliação preliminar do potencial terapêutico da planta, casca e folhas, baseados nos compostos extraídos por extração em acetato de etila e por hidro destilação. Estes foram utilizados em testes antimicrobianos contra os patógenos Staphyoccocus aureus e Candida albicans. Nossos resultados revelaram que o extrato obtido por hidro destilação não teve ação inibitória, enquanto que o extrato em acetato de etila demonstrou esta ação em ambos os microrganismos testados.

Palavras-chave


Plantas medicinais; Drymis brasiliensis; Inibição de crescimento; Candida albicans; Staphyoccocus aureus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v19i1.56847