Open Journal Systems

CARACTERIZAÇÃO ERITROCITOMÉTRICA DIFERENCIAL ENTRE PORTADORES DE ANEMIA POR DEFICIÊNCIA DE FERRO, TRAÇO FALCIFORME E BETA TALASSEMIA MENOR

Railson HENNEBERG, Amauri Antiquera LEITE, Aguinaldo José do NASCIMENTO

Resumo


O número de funções discriminantes baseadas na automação, incorporou vários parâmetros relacionados ás células eritrocitárias, que foram desenvolvidas para diferenciar as várias formas de anemia. O objetivo deste trabalho, foi estabelecer padrões de diferenciação através dos índices eritrocitométricos em três estados patológicos do metabolismo da hemoglobina: a deficiência de ferro, o traço falciforme e a beta talassemia menor. A deficiência de ferro foi caracterizada em pacientes com níveis de ferritina abaixo de 10 ng/dL, enquanto que a beta talassemia menor e o traço falciforme foram definidas pela resistência osmótica alterada, teste de solubilidade para a hemoglobina S e eletroforese de hemoglobina. O grupo de talassêmicos revelou característica marcante em relação à elevada contagem de eritrócitos (acima de 5 milhões/mm3), diminuição do VCM e HCM (respectivamente abaixo de 71 fL e 24 pg) e presença de ponteado basófilo em todas as extensões sangüíneas analisadas, já no grupo deficiente de ferro houve grande variação quanto ao grau de microcitose e hipocrômia, podendo apresentar parâmetros semelhantes aos encontrados na beta talassemia menor. Por outro lado, o grupo de portadores do traço falciforme, apresentaram normocitose e normocromia . A elevação do RDW acima de 20% foi encontrada apenas no grupo deficiente de ferro, porém valores acima do normal (14,5%) foram encontrados nas três patologias, dificultando uma diferenciação por este parâmetro. Nosso estudo permite concluir que é possível presumir os portadores de beta talassemia menor, diferenciando-os daqueles portadores de anemia por deficiência de ferro e solicitar eletroforese de hemoglobina quantitativa, mas não é possível suspeitar dos que seriam portadores do traço falciforme, apenas pelos dados do eritrograma.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v9i2.14649