PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA EM CONTEXTO DIGITAL: AUTORIA E(M) NOVOS MÍDIUNS

Fabiana KOMESU, Fernanda Correa Silveira GALLI

Resumo


O objetivo deste artigo é problematizar a noção de autor em novos mídiuns, considerando-se a relação (de oposição) entre usuário (das tecnologias) e sujeito (da linguagem) como imprescindível para a investigação de práticas sociais de leitura e escrita emergentes em contexto digital. Com base em pressupostos dos Novos Estudos do Letramento e da Análise do Discurso de linha francesa, busca-se discutir como uma noção de autor vinculada à projeção da imagem de usuário das tecnologias (aquele que saberia acessar, criar, compartilhar, distribuir, consumir, compreender e selecionar “informação”) mostra-se pouco produtiva numa reflexão sobre linguagem e tecnologias, uma vez que, de uma perspectiva discursiva, (i) a informação não é localizável fora do modo de constituição dos sujeitos; (ii) o sujeito não tem controle sobre produção e disseminação de informação (de sentidos). 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rabl.v15i2.47889

Direitos autorais 2016 Revista da ABRALIN



Indexadores

       

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.