Histórico

A Biblioteca Digital de Periódicos (BDP) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), anteriormente denominada Sistema Eletrônico de Revista (SER) foi construída com o software Open Journal System (OJS), software de código fonte aberto.

Com o objetivo de dar visibilidade mundial, por meio da Internet, aos artigos técnicos e científicos publicados nas revistas da UFPR e em conformidade com os princípios do movimento do software livre (open source) e, ainda, com os movimentos do acesso livre (open access) e da iniciativa do arquivamento aberto (open archivesinitiative), nasce em 2004 a BDP/UFPR.

A BDP/UFPR foi criada a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido no Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL), do Departamento de Informática da UFPR. Para a sua implantação, o C3SL contou com a parceria do Sistema de Bibliotecas (SiBi),  da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) e da Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças (PROPLAN). A participação da PROPLAN na BDP ocorreu durante o período de sua implantação por meio de repasse de recurso para pagamento de bolsista do curso de Ciência da Computação.

A participação da PRPPG se deu de duas formas: por meio de auxílio financeiro para aquisição de uma máquina servidora para a BDP, e pela responsabilidade sobre a editoração das revistas. A PRPPG/UFPR já apoiava a publicação dos periódicos da UFPR em papel, por meio do Programa Institucional de Apoio à Publicação de Periódicos Científicos e, a partir da criação da BDP, passou a fazer o mesmo com as publicações em meio digital.

Desde a criação da BDP, o C3SL é responsável pelo suporte técnico para o uso do software adotado, bem como pela sua manutenção, backup e atualização. Ele é o responsável também pela preservação do conteúdo mantido na BDP. Do mesmo modo, o C3SL é responsável ainda pela instalação e funcionamento adequado dos equipamentos necessários à manutenção, expansão e preservação da BDP.

A participação do SiBi/UFPR, desde o início, foi na coordenação geral do Repositório Digital Institucional (RDI) da UFPR, da qual a BDP é parte integrante, como também no estabelecimento de diretrizes para ampliação da produção do conteúdo científico da UFPR em meio digital. E, ainda, e também desde o início, o SiBi e o C3SL, foram os protagonistas no dimensionamento e na busca pela captação dos recursos necessários ao funcionamento e crescimento adequados da BDP.

Por sua vez, também desde o início, a PRPPG se encarregou do apoio financeiro aos editores, para a editoração das revistas em meio digital e também em papel, pois durante os primeiros anos da BDP foram mantidas estas duas formas de publicação. Durante o período compreendido entre 2004 e 2012, a PRPPG contou em seu quadro de pessoal com um servidor técnico-administrativo para dar suporte às equipes editoriais e auxiliar na captação dos recursos relativos a este apoio financeiro que, ao longo dos anos, passou a ser ofertado por meio de editais. Durante este período a participação do SiBi, relativa ao auxílio às atividades da editoração propriamente dita, ocorria de acordo com as demandas da PRPPG ou dos editores, tendo em vista que o quadro de pessoal do SiBi era aquém da sua necessidade.

Somente com a implantação do Programa REUNI na UFPR, a partir de 2008, o SiBi conseguiu recompor seu quadro de pessoal. Assim, em agosto de 2012, teve início a negociação, entre o SiBi e a PRPPG, para melhorias na BDP. Esta negociação visando melhorias teve foco na qualidade da editoração das revistas, com uma participação mais efetiva do SiBi, no sentido de assumir a responsabilidade de prestar apoio aos editores científicos. Além disso, estas melhorias incluíam também a responsabilidade de inserção de identificadores persistentes nos artigos das revistas, especificamente, a inserção do identificador DOI (Digital Object Identifier).

Desta forma, o SiBi, passou então a assumir a responsabilidade de prestar apoio aos editores das revistas incluídas na BDP, tarefa até então efetuada pela PRPPG. Do mesmo modo, o SiBi assumiu a responsabilidade pela análise, aprendizado e execução da atividade de inserção de DOI em cada artigo, e em cada edição de revista. E, ainda, o SiBi assumiu também o pagamento destes DOIs à agência internacional responsável pelo seu fornecimento. Isso só foi possível pelo ingresso de novos profissionais no SiBi, cujo perfil e conhecimento se enquadravam nas demandas reprimidas da BDP/UFPR, pelo aporte orçamentário e financeiro que a UFPR fornece ao SiBi  e pela captação de recursos junto às agências de fomento.